Único elétrico do Brasil, BMW i3 ganha mais autonomia

Modelo passou por uma reestilização discreta, mas versão esportiva não virá ao país

Reestilização discreta incluiu novos para-choques

Reestilização discreta incluiu novos para-choques (Divulgação/BMW)

O mercado brasileiro vem recebendo uma quantidade considerável de modelos híbridos – e os planos futuros incluem até modelos nacionais com essa tecnologia. Mas, por enquanto, continuamos a ter somente um elétrico disponível para compra.

A boa novidade é que a BMW passou a vender o novo i3 no Brasil. O modelo de carroceria de plástico com fibra de carbono (CFRP, na sigla em inglês) ganhou mudanças visuais e maior autonomia. Não houve modificações no motor elétrico traseiro de 170 cv.

O motor a combustão de dois cilindros e 600 cm³ fica posicionado n a traseira do i3

O motor a combustão de dois cilindros e 600 cm³ fica posicionado n a traseira do i3 (Divulgação/BMW)

A inédita versão esportiva i3S de 190 cv, no entanto, está descartada para o mercado brasileiro, segundo a BMW.

A cabine minimalista usa materiais reciclados. A tela do multimídia é menor na versão inicial

A cabine minimalista usa materiais reciclados. A tela do multimídia é menor na versão inicial (Divulgação/BMW)

Agora o modelo pode rodar até 180 km sem recarregar (antes o limite era 160 km).

Todas as versões vendidas no Brasil incluem o REX, um motor a combustão que funciona exclusivamente como gerador. Com ele o alcance do novo i3 pode ser ampliado em até 150 km – totalizando 320 km.

Os 25,5 mkgf de torque são entregues de forma instantânea. O 0 a 100 km/h é feito em bons 7,9 segundos, segundo a BMW

Os 25,5 mkgf de torque são entregues de forma instantânea. O 0 a 100 km/h é feito em bons 7,9 segundos, segundo a BMW (Divulgação/BMW)

Como as unidades antigas do i3 que estavam à venda eram antigas – alguns veículos haviam sido fabricados em 2016 -, o preço disparou.

Se antes dava para encontrar o modelo por menos de R$ 160 mil, agora o i3 não sai por menos de R$ 199.950.

As portas traseiras suicidas facilitam o acesso ao banco traseiro

As portas traseiras suicidas facilitam o acesso ao banco traseiro (Divulgação/BMW)

O valor é da versão inicial, que não tem sensor de estacionamento e dispõe de sistema multimídia com tela menor. Acima dela estão a Connected (R$ 211.950) e a topo de linha Full (R$ 239.950).

O sistema multimídia foi atualizado e manteve o acesso à internet

O sistema multimídia foi atualizado e manteve o acesso à internet (Divulgação/BMW)

Todo i3 vendido por aqui tem, além do extensor de autonomia, ar-condicionado, direção assistida, faróis em LEDs e ESC. Itens como estacionamento automático, teto-solar duplo e ar-condicionado digital estão disponíveis nas versões mais caras.

Visitantes do Salão do Automóvel, que acontece entre 8 e 18 de novembro no São Paulo Expo, poderão fazer um test-drive do novo i3 no Espaço QUATRO RODAS.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Carlos Minkap

    CARAA…NÃO TEM UM SIMPLES SENSOR DE ESTACIONAMENTO NA VERSÃO DE ENTRADA POR 200 MIL.
    ASSIM FICA DIFÍCIL NÉ B.M.W.