Clique e assine por apenas 5,90/mês

Top Ten: segredos bem guardados (até demais)

Dez segredos antecipados por QUATRO RODAS que nunca se materializaram

Por Redação - Atualizado em 28 Maio 2018, 00h34 - Publicado em 8 mar 2016, 17h50

Primeiro Polo

VW Polo
VW Polo Acervo/Quatro Rodas

“Mini-Fusca”, “Mini-Volks”, “VW 800”… Apelido não faltou ao substituto do Fusca. O Polo, então na primeira geração, era a promessa de um VW moderno, dizia a QUATRO RODAS de agosto de 1973. Não vingou e acabamos com um carro 100% nacional, o Gol, em 1980.

Porsche 914

Porsche 914

Esportivo vendido pela VW ou Porsche, dependia do mercado, o alemão 914 foi cogitado para virar brasileiro. “Um protótipo já está sendo construído na fábrica 2 da Volkswagen no Ipiranga, em São Paulo”, dizia QUATRO RODAS de novembro de 1971. Mas a marca preferiu produzir outro esportivo, um tanto menos glamouroso, o SP-2.

Primeiro Fiesta

Ford Fiesta

Em abril de 1974, as fotos dos protótipos do “Mini-Ford” estavam na revista. Falava-se em estrear por aqui no Salão do Automóvel de 1976, quando ele também surgiu na Europa. Era a primeira geração do Fiesta, modelo que só seria nacionalizado 20 anos depois.

Primeiro Corsa

Opel Corsa

Em janeiro de 1984, o provável sucessor do Chevette não seguiria a ordem europeia, que indicava o Kadett. Seria seu irmão menor, o Corsa, mais novo. Demorou três anos e veio mesmo o Kadett. O Corsa seria lançado em 1994, mas aí já era a segunda geração.

Opel Senator

Opel Senator

Chamado de novo Opala em 1989, quando a QUATRO RODAS o flagrou em testes, este não ficou tão longe da realidade. O Senator era o topo de linha da Opel e quase um Omega (que cumpriria essa função em 1992), mas com motor V6 e porta traseira e lanterna diferentes.

Continua após a publicidade

Alfasud

Alfasud

A FNM e, depois, a Alfa Romeo, sempre foram por aqui marcas de um carro só. O Alfasud seria um Alfa moderno, mais acessível, menor que o Fusca. A previsão era chegar em 1974, quando se falou numa nova fábrica só para montá-lo no Brasil. Ficou na previsão.

Perua 1800

Dodge 1800 perua

Estar no Salão do Automóvel de 1974 só reforçou a ideia de que a perua 1800 seria feita no país. De fato, era um protótipo produzido aqui a partir da Hillman Avenger Estate De Luxe, a perua do carro inglês que originou nosso Dodginho, com seu desenho ao estilo da Caravan.

Ford Sierra

Ford Sierra

No Brasil, o Sierra seria páreo para o Monza. Na Europa, oferecia motores de 1,3 a 2 litros, enquanto aqui ele poderia usar o CHT 1.6 do Escort e até o 2.3, já usado no Maverick. Ele apareceu em testes, virou boato, mas só o mercado argentino recebeu o Sierra sul-americano.

Mini Puma

Mini Puma

Com o status da Puma na época, ele poderia ter sido o Smart dos anos 70. Foi o que muitos sonharam após vê-lo em destaque no Salão do Automóvel de 1974 com a promessa de fazer 20 km/l. A ideia foi resgatada em 1982, porém nunca passou do protótipo.

Perua Monza

Perua Monza

QUATRO RODAS furou o esquema de segurança de uma pesquisa de clínica da GM para mostrar em dezembro de 1982, a perua Monza, prevista para 1983. Até houve na capa de julho de 1985 uma perua Monza – transformação da Envemo. A oficial mesmo nunca deu as caras.

Continua após a publicidade
Publicidade