Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Teste de produto: o dispositivo OBD2 que promete reduzir consumo em 15%

Será que uma caixinha plástica plugada no conector da central eletrônica é capaz de, sozinha, reduzir o consumo de um motor a diesel?

Por Fernando Garcia
Atualizado em 22 nov 2019, 12h52 - Publicado em 7 out 2019, 07h00
Na teoria, é conectar o Eco OBD2 Diesel e começar a economizar. Mas só na teoria (Fernando Pires/Quatro Rodas)

É só pesquisar na internet e ver que a variedade de dispositivos com a promessa de economizar combustível não para de crescer, no mesmo ritmo do preço da gasolina, diesel e etanol.

Alguns não têm nenhum fundamento científico, outros até são convincentes na explicação técnica, como é o caso do Eco OBD2 Diesel. Na teoria, ele reduz em 15% o gasto com combustível ao alterar o mapa de gerenciamento do motor.

Medindo 7 cm x 2 cm, é plugado na entrada OBD2, presente nos carros fabricados a partir de 1996 nos EUA e de 2010 no Brasil. O aparelhinho é da mesma família de outros que já testamos nesta seção – e não funcionaram.

Eco OBD2 Diesel (Fernando Pires/Quatro Rodas)

A bordo de uma Chevrolet S10 Midnight equipada com motor 2.8 Turbo Diesel, partimos em direção à pista em Limeira (SP) para uma bateria de medições de consumo, comandada pelo nosso piloto de testes Eduardo Campilongo.

Vendido por R$ 62,90 no Mercado Livre, o produto não acompanha nenhum manual de instruções em português para ajudar na instalação. Só há as informações em inglês descritas na própria embalagem.

Na prática, só precisamos conectá-lo na tomada OBD2 da picape – em geral, localizada abaixo do volante –, inserir a chave na ignição e girar até o primeiro estágio.

Em seguida, com um palito de dente, pressionamos um botãozinho de Reset por 5 segundos e esperamos um tempinho. Segundo o fabricante, deve-se aguardar entre 30 e 59 segundos para o aparelho se conectar com a central eletrônica.

Continua após a publicidade

Após esse passo, é recomendável rodar 200 km até que o equipamento se ajuste às configurações do módulo de controle do motor.

Fizemos tudo isso e fomos para a pista para realizar o teste de consumo no padrão de QUATRO RODAS: o resultado foi 9,8 km/l no ciclo urbano e 12,5 km/l no rodoviário.

Depois de retirá-lo, a S10 voltou à pista e repetiu o mesmo procedimento. Ao final, registrou exatamente os mesmos números. Ou seja, zero resultado.

Continua após a publicidade

Avaliação

Cumpre o que promete: Não
Nota 0:
A propaganda prometia uma redução de consumo de até 15%, mas no nosso teste de pista ele não fez diferença.
Preço médio: R$ 62,90
Compra: mercadolivre.com.br

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.