Clique e assine por apenas 5,90/mês

Tesla renova visual do sedã de luxo Model S

Modelo traz grade mais discreta e faróis totalmente em leds

Por Diego Dias - Atualizado em 23 nov 2016, 20h54 - Publicado em 13 abr 2016, 15h26
Tesla Model S facelift front
Grade do Tesla Model S ficou mais discreta com atualização

Após apresentar o Model 3 no Salão de Nova York, a Tesla apresenta mais uma novidade neste ano: o Model S 2017. Lançado em 2012, o sedan de luxo ganha seu primeiro facelift, discreto, que passa até batido para os mais desavisados.

LEIA MAIS:

>> Tesla revela Model 3, que deve ser vendido no Brasil

>> Como funciona a recarga rápida nos modelos elétricos?

>> Carro elétrico: Herói ou vilão?

O sedã conta com mudanças que ficaram restritas à parte frontal. Ele abandonou a falsa grade inserida antes numa peça preta, adotando apenas um discreto vão que contorna o logotipo da marca ao centro – algo já visto no utilitário esportivo Model X. Os faróis trazem nova assinatura visual e agora são totalmente em leds (idem para as luzes de direção), enquanto o para-choque dianteiro traz abertura inferior levemente ampliada. A traseira não trouxe nenhuma mudança em relação ao modelo anterior.

No interior, a Tesla disponibilizou novas opções de acabamento em madeira, além do sistema HEPA que filtra o ar da cabine e que elimina 99,97 % das bactérias, partículas de poluição e outros elementos que possam causar alergia, segundo a marca. Há ainda bancos dianteiros com aquecimento, sistema de entrada sem chave e a conhecida central multimídia com tela de 17 polegadas, com navegador GPS, conexão Bluetooth, entre outros recursos. O carregador que acompanha o veículo passou de 40 para 48 ampères, com um de 72 ampères disponibilizado como opcional, para recargas mais rápidas.

Tesla Model S facelift rear
Traseira do sedã continua a mesma

O Tesla Model S manteve seu sistema de propulsão, com a versão 70D desenvolvendo 332 cv com seus dois motores elétricos. Acelera de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos e atinge a velocidade máxima de 225 km/h. Já o 90D gera 422 cv de potência e 67 mkgf de torque, números que levam o sedã da imobilidade aos 100 km/h em 4,2 segundos e a máxima de 249 km/h. Na configuração P90D o carro fica mais bruto, pois sua dupla de propulsores elétricos chegam a 469 cv e estratosféricos 98,6 mkgf, cumprindo a prova de 0 a 100 km/h em 3,1 segundos. Na atualização Ludicrous, o Model S dispõe de 539 cv e atinge os 100 km/h em espetaculares 2,8 segundos. 

Continua após a publicidade
Publicidade