Clique e assine por apenas 8,90/mês

SP terá rodízio mais rígido para restringir uso de carro na quarentena

Medida divide veículos em grupos com placas com finais pares e ímpares, e valerá para toda a cidade de São Paulo por 24h e pode valer toda a quarentena

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 7 Maio 2020, 13h57 - Publicado em 7 Maio 2020, 08h49
trânsito
Um mesmo carro pode ficar impedido de circular por até quatro dias na semana Carlos Hauck/Quatro Rodas

O desafio de estimular a população a permanecer em casa durante a quarentena levará a cidade de São Paulo a adotar rodízio de automóveis mais rigoroso que o praticado usualmente a partir da próxima segunda-feira (11).

QUATRO RODAS teve acesso ao rascunho do decreto que institui o chamado “Rodízio Extraordinário de Veículos”. O decreto definitivo foi publicado no final da manhã desta quinta-feira (7).

O texto estabelece rodízio todos os dias da semana e em toda a cidade de São Paulo, baseando-se no último dígito das placas: veículos com final par circulam em dias pares e os com finais ímpares circulam em dias ímpares.

A medida valerá mesmo em finais de semana e feriados, das 0h às 23h59.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto

É um modelo de rodízio bem diferente daquele praticado na cidade desde 1997 – e que está suspenso desde o início da quarentena -, que restringe a circulação de cada veículo em apenas um dia da semana, nos horários de pico e apenas na região do centro expandido.

Pelo novo modelo, um mesmo automóvel ficaria proibido de circular por até quatro dias da semana em todas as vias urbanas da cidade.

Continua após a publicidade
Reprodução/Quatro Rodas

As exceções que já valiam para o rodízio municipal seguem valendo. Desta forma, veículos de transporte público, motocicletas, transporte escolar, guinchos e veículos de serviços públicos essenciais estão isentos à medida, assim como veículos com permissão especial de circulação, híbridos e elétricos estão isentos. 

A novidade é que agora a será ampliada para os profissionais de saúde. Contudo, será necessário fazer um cadastro pelo e-mail: isencao.covid19@prefeitura.sp.gov.br em até 10 dias. Todas as multas de rodízio no período serão canceladas, mas se o cadastro não for feito no prazo o cancelamento só será possível por meio de recurso.

Caberá ao Departamento de Operações do Sistema Viário (DSV), por meio de agentes de trânsito, a fiscalização do cumprimento das restrições. Será aplicada somente uma multa por dia para o mesmo veículo, independente do número de vezes que for flagrado nas ruas. 

O rodízio extraordinário valerá enquanto o estado de necessidade, declarado em 16 de março, estiver vigente. Contudo, caberá ao secretário de transportes da cidade, Edson Caram, avaliar a necessidade de suspensão, alteração ou cancelamento da medida. 

Na última quarta-feira, o Prefeito Bruno Covas (PSDB) disse em entrevista à Globo News que a prefeitura estava estudando vários modelos de rodízio para restringir a circulação na cidade e conter a propagação da covid-19. O modelo definitivo será publicado nesta sexta-feira (8).

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade