Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

SP aprova semáforo amarelo piscante na madrugada

Lei foi sancionada pelo prefeito Fernando Haddad

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 12h30 - Publicado em 19 jun 2013, 13h05
seguranca

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), sancionou na última terça-feira, 18 de junho, um projeto para que os semáforos da capital paulista passem a funcionar no amarelo piscante entre meia-noite e 4h. A aprovação transforma a medida em lei.

O projeto já está em vigor e agora a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) terá um prazo de 60 dias para regulamentar a norma. Atualmente, 560 cruzamentos da capital já funcionam desta maneira, seguindo uma lei vigente desde 2002 que determinava que apenas semáforos com alta incidência de assaltos podem ficar no amarelo piscante.

O novo projeto sancionado por Haddad foi elaborado pelo vereador Paulo Telhada (PSDB), mais conhecido por ter sido comandante da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar). Telhada justifica o projeto alegando que, como a polícia não indica quais são os cruzamentos perigosos da cidade, havia a necessidade de uma regulamentação. O vereador diz que os motoristas se sentem inseguros ao passarem por cruzamentos durante a noite e acabam furando o sinal vermelho, “colocando em risco não só suas vidas, como também a de outros”.

A Câmara Municipal já havia aprovado o projeto em maio, mas algumas alterações foram realizadas no projeto proposto por Telhada. Originalmente, a intenção era adotar a medida das 23h às 5h. Somente no mês passado é que o horário foi modificado para o período aprovado por Haddad.

Continua após a publicidade

Publicidade