Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Skoda passa a ser responsável por plataforma de Polo, Nivus e T-Cross

MQB-A0 é utilizada como base para modelos compactos a combustão em países com potencial de crescimento

Por Guilherme Fontana Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
18 out 2021, 22h56
Skoda Kushaq
Skoda Kushaq (Divulgação/Skoda)

Pela primeira vez na história, a Skoda, marca tcheca pertencente ao Grupo Volkswagen, assumirá a responsabilidade por uma plataforma global. Não pense, porém, que a novidade é distante e em nada tem a ver com o Brasil. Muito pelo contrário.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 12,90

A plataforma em questão é a MQB-A0, que serve de base para carros compactos a combustão de Skoda e Volkswagen, destinados a mercados como Índia, Rússia, África, América Latina e os países membros da ASEAN, como Tailândia e Indonésia. Entre os modelos, estão os conhecidos Polo, Virtus, Nivus e T-Cross, todos produzidos no Brasil.

Skoda Kushaq
Skoda Kushaq (Divulgação/Skoda)

A partir de agora, a Skoda fica responsável pelo desenvolvimento e pelas atualizações da matriz modular MQB-A0, graças ao seu alto nível de expertise para desenvolvimento e coordenação de projetos para segmentos de entrada. Além disso, a decisão poderá ajudar a Skoda a tornar-se líder em Rússia, Índia e norte da África, como parte de uma estratégia traçada para a fabricante.

Uma das provas de qualificação da Skoda é a variação indiana da plataforma, batizada de MQB-A0-IN, na qual o novo Kushaq (versão indiana do T-Cross) se baseia. O segundo modelo feito a partir da adaptação será o Slavia, versão do Virtus para a Skoda, que deverá ser apresentado ainda em 2021 ao mercado indiano. Além deles, o Fabia, que corresponde ao Polo, utiliza a versão original da MBQ-A0.

Skoda Fabia
Skoda Fabia (Divulgação/Skoda)

Um ponto curioso é que a Volkswagen do Brasil esteve envolvida com o projeto do Skoda Kushaq. Em 2018 a VW do Brasil firmou um contrato de desenvolvimento com a Skoda que tratava do projeto SK 216. Logo em seguida carros da fabricante tcheca passaram a ser usados pela engenharia da VW no Brasil, inclusive em testes de rua. A intenção era usar o nosso T-Cross (projeto VW 216) como ponto de comparação para desenvolver o Skoda.

A sinergia fez todo o sentido e ajudou a chegar na plataforma MQB A0 IN, uma versão altamente localizada, com ampla nacionalização de componentes para reduzir o custo de produção na Índia, viabilizando a produção da MQB A0 no país. Ela também entra em cena com o Slavia, afinal, o Virtus brasileiro era, até então, o único sedã baseado na plataforma MQB-A0. Não à toa, o sedã brasileiro foi usado como mula de testes.

O novo sedã compacto indiano será apresentado nos próximos meses.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.