Clique e assine por apenas 5,90/mês

Salário da nova CEO da GM pode chegar a US$ 14 milhões

Mary Barra deve receber US$ 10 milhões a mais do que o divulgado pela montadora

Por Natali Chiconi - Atualizado em 9 nov 2016, 13h03 - Publicado em 12 fev 2014, 10h39
mercado

Mary Barra, CEO da General Motors, deve receber um salário total de US$ 14,4 milhões neste ano. Segundo a montadora, Mary pode receber US$ 10 milhões em compensações no longo prazo como parte do seu pacote.

“A empresa divulgou as cifras totais antes da apresentação do relatório da sua administração em abril para corrigir percepções errôneas criadas por comparações que usavam apenas uma parte da remuneração total de Barra”, disse a GM no comunicado enviado por e-mail.

Em janeiro, a GM disse que Barra, 52, ganharia US$ 1,6 milhão de salário e US$ 2,8 milhões como parte do plano de incentivos da empresa no curto prazo. Barra, que era diretora de produtos da montadora, ocupou o lugar de Dan Akerson, que renunciou no mês passado para cuidar da esposa doente. Akerson ganhou US$ 11,1 milhões em 2012.

Depois de ter sido citado no Discurso sobre o estado da União de Barack Obama em janeiro, o pacote de remuneração de Barra recebeu críticas da mídia. “Por que a GM considera que o valor de Barra como CEO é atualmente 52 por cento inferior ao de Akerson?” escreveu Elizabeth MacDonald no dia 3 de fevereiro na Foxbusiness.com.

A remuneração de outros CEOs de montadoras globais varia. O CEO da Ford Motor Co., Alan Mulally, recebeu cerca de US$ 21 milhões em remuneração em 2012. O presidente da Toyota Motor Corp., Akio Toyoda, ganhou 184 milhões de ienes (US$ 1,8 milhão) em 2012; Martin Winterkorn, da Volkswagen AG, ganhou 14,5 milhões de euros (US$ 19,8 milhões) e Dieter Zetsche, da Daimler AG, ganhou 8,15 milhões de euros.

Continua após a publicidade
Publicidade