Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Projeto prevê construção de ponte de 1,6 km para pedestres e ciclistas em Nova York

Estrutura ligaria Manhattan e a cidade de Nova Jérsei

Por Rodrigo Furlan/Imagens: Jeff Jordan Architects Atualizado em 9 nov 2016, 14h43 - Publicado em 19 out 2015, 14h55
geral

Um dos cartões-postais de Nova York é a Ponte do Brooklyn. A estrutura que liga o bairro a ilha de Manhattan é figura fácil em filmes de Hollywood – incluindo as perseguições alucinadas de carros. Mas, no que depender do empresário Kevin Shane e do arquiteto Jeff Jordan, uma nova ponte passará a se destacar no horizonte nova-iorquino num futuro não tão distante: a Ponte da Liberdade (Liberty Bridge).

ponte-da-liberdade-2.png

O nome faz com que as pessoas associem a ponte à famosa Estátua da Liberdade, mas talvez essa não seja a melhor explicação para o tema. Na verdade, a proposta da estrutura é de que ela seja uma via de livre circulação para pedestres e ciclistas. Como você pode perceber, a ideia é de que os carros sejam proibidos de circular por ela.

ponte-da-liberdade-3.png
Continua após a publicidade

A proposta não é pioneira nem fantasiosa. Outros locais já têm pontes de grandes dimensões para pedestres em funcionamento, como Teerã (Irã), Londres (Inglaterra), Cingapura, Omaha e Council Bluffs (as duas nos Estados Unidos). Em vez de asfalto e faixas de rolamento, bancos, áreas jardinadas, pequenas lojas e até cafeterias dominando o espaço.

ponte-da-liberdade-4.png

A grande diferença – literalmente – da Ponte da Liberdade é sua extensão: uma milha, o equivalente a 1,6 quilômetro, ligando Manhattan a Nova Jérsei. “Sempre penso grande e um pouco exagerado. Empreendedores são pessoas que buscam soluções. Eles veem problemas, mas também veem soluções. Eu experimento todos os dias, às vezes levo uma hora e meia para ir trabalhar. Muitos só olhariam e se lamentariam, mas eu tento uma solução”, diz Shane, morador de NJ e que trabalha em Manhattan.

Por enquanto, o projeto da Ponte da Liberdade está em fase incipiente de desenvolvimento. Os idealizadores pretendem dar início a uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding), já que possuem um documento com milhares de assinaturas de moradores da região avalizando a ideia. Apesar disso, ainda não há qualquer prazo para o pontapé inicial.

VEJA MAIS– Roteiro de viagem: 3 714 quilômetros pelo mundo perdido do Atacama– Continental cria sistema de iluminação pública que reconhecerá pedestres, ciclistas e veículos

Continua após a publicidade

Publicidade