Clique e assine por apenas 5,90/mês

Porsche 911 T: nova versão mais leve chega ao Brasil em 2018

Cupê tem câmbio encurtado e dispensa banco traseiro para pesar 20 kg a menos que o Carrera

Por Vitor Matsubara - 23 out 2017, 14h21
Nova versão tem os mesmos 370 cv do Carrera, mas anda mais por ser mais leve Porsche/Divulgação

Baixo peso, relações de marcha encurtadas e mais desempenho. São estas as premissas do 911 Carrera T, a nova versão da gama 911 apresentada pela Porsche.

Baseado no Carrera de tração traseira, o 911 T (a letra se refere à “Touring”) traz o conhecido motor 3.0 biturbo, com 370 cv e torque máximo de 45,9 mkgf, disponível entre 1750 e 5.000 rpm.

Janelas ganharam vidros mais leves e até o isolamento acústico foi reduzido: tudo para tirar 20 kg do 911 Porsche/Divulgação

A nova versão amplia o portfólio da linha 911 Carrera para quatro versões: Carrera (370 cv), Carrera T (370 cv), Carrera S (420 cv) e o recém-lançado Carrera GTS (450 cv).

Pesando 1.425 kg, o novo modelo é 20 kg mais leve do que um Carrera. Para reduzir tanto peso, os alemães adotaram vidros mais leves, instalaram alças de aberturas nas portas, reduziram a quantidade de isolamento acústico e removeram o banco traseiro. Até a central multimídia foi suprimida do interior – que agora tem um estranho espaço vazio no lugar da tela.

Sem central multimídia, painel do 911 T ficou com um enorme buraco no centro Porsche/Divulgação

Pelo menos a dieta surtiu efeito: o Carrera T precisa de 4,5 segundos para ir de 0 a 100 km/h – 0,1 segundo mais rápido do que o 911 Carrera Coupé. O modelo atinge 200 km/h em 15,1 segundos.

Apenas para comparar, o 718 Boxster (que tem um motor 2.0 de 300 cv) acelera de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos se equipado com a caixa manual e 4,7 segundos com a transmissão de dupla embreagem PDK.

As relações do câmbio manual de sete marchas foram encurtadas, proporcionando maior agilidade nas acelerações.

Continua após a publicidade

Se o cliente optar pela transmissão de dupla embreagem, o 911 T fica ainda mais rápido: 4,2 segundos no 0 a 100 km/h e 14,5 segundos para ir de 0 a 200 km/h.

Independente do tipo de câmbio escolhido, o carro passa dos 290 km/h de velocidade final.

Bancos de couro têm parte central em tecido para evitar que o corpo escorregue nas curvas Porsche/Divulgação

Além de ser mais rápido, o 911 T traz itens indisponíveis no Carrera convencional. Um deles é o sistema de ajuste eletrônico dos amortecedores (chamado pela Porsche de PASM), que altera suas configurações de acordo com o estilo de condução e as condições do piso.

O pacote Sport Chrono também figura entre os itens de série. Até então indisponível sequer como opcional na linha 911 Carrera, o eixo traseiro esterçante pode equipar o 911 T.

Externamente, a versão é identificada pelo novo spoiler frontal e pelas faixas decorativas nas laterais. As rodas de 20 polegadas são pintadas na cor Cinza Titânio, tonalidade semelhante à aplicada nos espelhos retrovisores.

Ponteiras de escapamento centrais foram pintadas de preto Porsche/Divulgação

Pintadas de preto, as ponteiras de escapamento ficam em posição central. São oferecidas nove opções de cores externas, incluindo três metálicas.

Por dentro, o 911 T tem manopla de câmbio com gabarito das marchas pintado de vermelho e apliques pretos nos painéis das portas. O cliente pode encomendá-lo com o pacote T, que tinge cintos de segurança, logotipos e bancos de amarelo, vermelho e prata.

Lançamento no mercado brasileiro acontecerá no primeiro semestre de 2018 Porsche/Divulgação

O 911 Carrera T será lançado mundialmente em janeiro de 2018, mas já pode ser encomendado. O preço para o mercado alemão é de 107.553 euros. A previsão para estreia no Brasil é o primeiro semestre do ano que vem, mas preços e pacotes ainda não foram definidos.

Continua após a publicidade
Publicidade