Porsche 718 Boxster estreia nome e visual renovados

Sem escapar do downsizing, o menor conversível da Porsche ganhou motor 2.0 turbo de 304 cv de potência

porsche-718-boxsterA dianteira do 718 Boxster ganha novos faróis e traços mais retilíneos

A dianteira do 718 Boxster ganha novos faróis e traços mais retilíneos (Porsche/Divulgação)

Inaugurando seu novo posicionamento de nomenclaturas, a Porsche revelou o novo 718 Boxster – que representa mais do que apenas uma nova geração do conversível mais barato da marca. Com visual renovado, o modelo incorpora o conjunto numérico à frente do nome Boxster, reforçando seu pertencimento à linha de cupês e conversíveis da Porsche (assim como as linhas 911 e 918 Spyder).

O cupê Cayman também deverá receber o novo batismo em breve, enquanto os SUVs permanecerão sem os numerais. Com lançamento marcado para julho nos Estados Unidos, o modelo já consta no site da Porsche do Brasil.

porsche-718-boxster-2Na traseira, os para-choques são novos e as lanternas têm efeito tridimensional

Na traseira, os para-choques são novos e as lanternas têm efeito tridimensional (/)

Mesmo sem mudanças drásticas, as novidades visuais do 718 Boxster se mostram importantes. Os faróis bixenônio com leds são novos, com formato mais próximo dos vistos no atual Panamera. O para-choque também mudou, ganhou aberturas maiores e com traços mais retilíneos. Na traseira, além do para-choque redesenhado, as novas lanternas têm iluminação com efeito tridimensional e acabamento de ares conceituais. A barra com a inscrição “Porsche” é novidade. No interior, o painel passou por revisões, adotando saídas de ar arredondadas e novas opções de revestimento.

porsche-718-boxster-3Por dentro, o 718 Boxster tem painel redesenhado com saídas de ar arredondadas

Por dentro, o 718 Boxster tem painel redesenhado com saídas de ar arredondadas (/)

Os principais destaques do novo 718 Boxster estão na mecânica. O modelo deixou de lado o antigo motor 2.7 de seis cilindros em favor de um 2.0 turbo de quatro cilindros (com configuração boxer mantida) que entrega 304 cv de potência e 38,7 mkgf de torque, ou seja, 35 cv e 10,2 mkgf a mais em relação ao seis cilindros. O resultado é um 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e a velocidade máxima de 275 km/h. A versão ainda mais esportiva S é equipada com um 2.5 turbo com 355 cv e 42,7 mkgf que leva o conversível de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos e à velocidade máxima de 285 km/h.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s