Clique e assine por apenas 5,90/mês

Por coronavírus, lançamento do novo Nissan Sentra no Brasil fica para 2021

Nova geração do sedã médio ficou para 2021, mas lançamento do novo Versa está confirmado para 2020

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 4 set 2020, 15h35 - Publicado em 20 jul 2020, 12h24
Nissan Sentra 2021
Divulgação/Nissan

A Nissan bem queria ter novos sedãs compacto e médio no Brasil ainda em 2020, mas a pandemia do novo coronavírus fez a fabricante mudar seus planos.

Em entrevista ao jornal gaúcho Zero Hora, o presidente da Nissan do Brasil, Marco Silva, confirmou que a nova geração do Nissan Sentra chegará ao Brasil mais tarde e não em 2020. 

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

O lançamento do novo Sentra no México também atrasou e só aconteceu no fim de junho. Por lá o sedã médio ganhou novo motor 2.0 com injeção direta, o que elevou sua potência aos 151 cv, mas manteve o torque na casa dos 20 kgfm.

Nissan Sentra 2021
Divulgação/Nissan

O câmbio CVT foi atualizado para casar com o novo motor, mas segue sem opções de trocas sequenciais.

Esta nova geração é baseada em nova plataforma, o que permitiu a troca da suspensão traseira por eixo de torção por um conjunto independente multilink. As dimensões, porém, não tiveram mudanças significativas.

Nissan Sentra 2021
Divulgação/Nissan

No México, a versão topo de linha traz equipamentos inéditos. É o caso da frenagem autônoma de emergência com detector de pedestres, piloto automático adaptativo e alertas de pontos cegos, trafego cruzado e de saída de faixa involuntária, além de sistema de som Bose e visão 360°. 

Continua após a publicidade

Quem vai acabar estreando o novo estilo de design da Nissan entre os sedãs por aqui, porém, será a nova geração do Versa.

Lançamento da nova geração do Versa será no segundo semestre Divulgação/Nissan

O sedã compacto de nova geração também atrasou, mas será lançado entre outubro e dezembro. Na verdade o evento teria sido em junho se a fábrica de Aguascalientes, no México, não tivesse tido suas operações paralisadas em março – antes do início da produção das primeiras unidades destinadas ao Brasil.

Divulgação/Nissan

Agora, a previsão mais otimista é para o final agosto. A Nissan inclusive já prepara o terreno: o Versa antigo, que continua a ser feito no Brasil, já passou a se chamar V-Drive.

Apesar da gama de versões mais enxuta, o sedã compacto tem preços entre R$ 57.190 e R$ 72.890. É o sinal de que a nova geração chegará com preços próximos dos R$ 80.000. E terá sempre uma versão mais atualizada (e potente) do motor 1.6 16V flex combinado com o câmbio CVT capaz de simular seis marchas.

Não surpreende: o antigo Sentra tem preços entre R$ 87.990 e R$ 108.990. Espere por preços iniciais acima dos R$ 100.000 para a nova geração. 

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade