Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Plataforma modular transforma carros antigos em elétricos de 600 cv

Zero Labs propõe solução para manter modelos antigos em circulação com plataforma modular que subtituirá todos os componentes de antigos

Por Igor Macario Atualizado em 14 Maio 2021, 18h37 - Publicado em 8 dez 2020, 11h24
bronco
Plataforma é trocada por inteiro e apenas carroceria é mantida Zero Labs/Divulgação

Se o futuro do mundo dos automóveis parece cada vez menos amigável aos modelos mais antigos, aos poucos algumas soluções vêm aparecendo para permitir que carros clássicos possam continuar a rodar. Isso porque eles já deixaram de se encaixar nas normas antipoluição modernas há muito tempo, e muito possivelmente poderão ter a circulação totalmente proibida em alguns países.

Para quem fizer questão de manter seus “antiguinhos” na rua, a opção pode soar um bocado drástica, ainda que funcional. A Zero Labs vem desenvolvendo uma plataforma modular com propulsão elétrica que pode salvar modelos mais antigos do confinamento em garagens pelo mundo.

A empresa promete simplesmente substituir toda a base antiga de jipes, picapes e até Porsches antigos por sua estrutura nova, deixando apenas a “casca” com a aparência original.

bronco
Protótipo usou Ford Bronco como ‘casca’ Zero Labs/Divulgação

A solução da Zero vai além de apenas substituir o motor a combustão por um elétrico, prática que já vem se tornando comum. Toda a base do carro é substituída, e a plataforma é ajustada de acordo com as características originais e dimensões do modelo antigo.

Black Friday na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 7,90

Por enquanto, a empresa já confirmou que terá plataformas para quatro categorias. Uma para 4×4 clássicos feitos entre 1947 e 1975, outra para esportivos anteriores a 1975, uma para cupês de duas portas feitos entre 47 e 75 e a última para picapes também até 1975.

Futuramente a Zero Labs acena para os Porsches refrigerados a ar, as Ford F100 dos anos 1950 e até os Mustang dos anos 60.

Continua após a publicidade
  • Já existem dois protótipos para demonstração das possibilidades. Um Ford Bronco e um Land Rover clássico. Haverá, também, kits de conversão para os Defender 110, Ford F-150 e até Toyotas FJ, o nosso conhecido Bandeirante.

    Além da mudança radical na fonte de energia, o novo conjunto poderá revolucionar o rendimento desses modelos. Isso porque os motores poderão ultrapassar a casa dos 600 cv, dependendo da configuração.

    zero labs
    Zero Labs/Divulgação

    Já as baterias poderão ter autonomia máxima ao redor de 380 km para os maiores pacotes. Os modelos também serão compatíveis com as tecnologias mais recentes de recarga rápida e controle de temperatura das células voltaicas.

    A Zero Labs também se preocupou em melhorar o comportamento dinâmico dos antigos. As plataformas terão distribuição de peso próxima do equilíbrio total, bem como suspensões independentes nos dois eixos e amortecedores esportivos. Até freios da Brembo poderão ser incluídos.

    Zero Labs
    Zero Labs/Divulgação

    E toda essa transformação poderá ser feita em apenas 30 dias, segundo a empresa.

    Ainda não há preços para as conversões, nem uma data muito precisa para a conclusão dos primeiros carros. Por ora, a Zero Labs se limita a dizer que o projeto ficará pronto no segundo semestre de 2021.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Capa 739
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade