Clique e assine com até 75% de desconto

Novo Honda City 2020 é flagrado da Tailândia e tem a cara do Civic

Ainda sem previsão de chegada no Brasil, próxima geração do sedã deverá ser apresentada apenas no Salão do Automóvel de São Paulo no ano que vem

Por Renan Bandeira 15 out 2019, 12h09
Novo desenho frontal é a principal modificação do Honda City 2020 Internet/Reprodução

Não deu pra escapar. Pouco antes de sua apresentação oficial na Tailândia, o Honda City 2020 bem que tentou se camuflar, mas acabou sendo flagrado na Índia e também na Tailândia.

A linha 2020 do sedã compacto premium passou por uma renovação. O novo visual da parte frontal, combinados faróis, pára-choque e grade mais larga, deixam clara a inspiração do veículo: o Civic.

Junção de capô com os faróis será inspirada no Civic Divulgação/Honda

A principal relação com o desenho do irmão maior está na junção do capô com os faróis dianteiros, diferentemente do modelo atual, que prolonga a peça até a grade frontal.

O City ganhará novos equipamentos para a Ásia, como carregador de celular por indução e central multimídia com tela sensível ao toque compatível com Apple CarPlay e Android Auto, já disponível aqui no Brasil.

Honda City
Nova geração do sedã poderá manter mesmo motorização do atual Christian Castanho/Quatro Rodas

Segundo o portal Indian Autos Blog, o veículo deverá chegar a Tailândia com um motor VTEC 1.0 turbo de 120 cv e 20,3 kgfm, que pode ter câmbio automático CVT ou manual de seis marchas.

Continua após a publicidade

Além disso, uma versão híbrida com o mesmo sistema já utilizado pelo Honda Accord será oferecida, mas com propulsor i-VTEC 1.5 e outros dois motores elétricos.

Honda City
Estreia para o Brasil poderá acontecer no próximo Salão do Automóvel Christian Castanho/Quatro Rodas

Na Índia, o Honda deve ser visto pela primeira vez na edição 2020 do Indian Auto Expo, salão do automóvel realizado no mês de fevereiro em Budh.

Para o mercado indiano, o sedã é esperado com motor a gasolina 1.5 i-VTEC e também a diesel 1.5 I-DTEC. A transmissão poderá ser automática CVT, além de manual com cinco ou seis velocidades. E, assim como na Tailândia, o veículo deverá ter versões híbrida e híbrida parcial.

  • Para o Brasil, ainda não existe uma data certa para a chegada do City. Mas, com a estreia na Tailândia marcada para este ano e na índia para início de 2020, é provável que o sedã apareça no Salão do Automóvel de São Paulo em 2020.

    Por aqui o veículo deverá manter o mesmo propulsor i-VTEC de quatro-cilindros 1.5 com 115/116 cv e 15,3 mkgf que já é oferecido, mas não indícios de uma possível versão híbrida. Atualmente os preços partem de R$ 62.800.

    Continua após a publicidade
    Publicidade