Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Novo Chevrolet Tracker: painel do SUV herda muita coisa do Onix Sedan

Se no visual os modelos parecem diferentes, os painéis dividem muitos componentes, apesar da diferença de segmento (e faixa de preço)

Por Gabriel Aguiar 7 Maio 2019, 19h04
Não faltam semelhanças entre o Tracker e o futuro Onix Divulgação/Chevrolet

Você já sabe que o Chevrolet Tracker chegará ao Brasil em 2020 – e que terá plataforma dos novos Onix Plus e Sedan. Mas até que ponto o SUV dividirá peças com os futuros hatch e sedã?

Pelas imagens divulgadas, (quase) tudo será diferente por fora, com exceção de detalhes como retrovisores e maçanetas. Entretanto, a semelhança é bem maior na cabine.

Imagens adiantam como será o painel dos compactos que chegarão em 2019 Reprodução/Internet

Logo de cara dá para reconhecer a central multimídia. Um pouco acima dos comandos de ar-condicionado, aliás, você poderá notar que os botões são exatamente iguais.

E, claro, há outras peças compartilhadas: quadro de instrumentos com tela para computador de bordo, tomada 12 V, entrada USB à frente do câmbio e até o volante.

Outro detalhe: assim como no sedã, o freio de estacionamento é manual, diferentemente de rivais como Honda HR-V e Jeep Renegade, que já utilizam tecla para acionamento elétrico do item.

Por outro lado, o SUV conta com ar-condicionado automático digital, algo inexistente na versão do Onix Sedan revelada na China.

Nova geração do Tracker terá motores de três cilindros com turbo Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

É possível perceber, ainda, que as camadas do painel do SUV são mais talhadas, destacando as saídas de ar centrais a partir de contornos em cromo acetinado.

E, embora as manoplas de câmbio sejam idênticas, a base da alavanca do Tracker recebe acabamento em preto brilhante, o que confere aparência mais refinada do que a solução em plástico rígido comum adotada pelo Onix Sedan.

O SUV também se sobressai nos puxadores das portas dianteiras, muito mais elegantes e do que as simplórias cavidades projetadas no sedã – e que estarão presentes também no hatch -, junto ao apoio de braço.

Pelo menos o porta-garrafas foi mantido em ambos os modelos. Ufa.

Nova geração do SUV ficará maior que a atual Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas

Aliás, o repórter Rodrigo Ribeiro já conheceu de perto o Onix Sedan (ainda disfarçado). Só que não foi possível identificar os materiais de acabamento utilizados no modelo.

Por esse motivo, ainda não dá para afirmar se os compactos terão superfícies suaves ao toque no painel, como parece ser o caso do Tracker – que tem costuras aparentes.

E se você quiser entender melhor quais serão os próximos passos da General Motors no Brasil, já detalhamos os próximos oito modelos com a plataforma modular GEM.

Continua após a publicidade

Publicidade