Novo Chevrolet Equinox ganha faróis divididos e versão esportivada

SUV médio mantém os motores 2.0 turbo e 1.5 turbo – que acabou de estrear no Brasil ainda com visual antigo

A nova grade divide os faróis em dois andares

A nova grade divide os faróis em dois andares (Divulgação/Chevrolet)

Os chineses acabaram com o segredo, mas os norte-americanos serão os primeiros a receber o novo Chevrolet Equinox no segundo semestre, já como linha 2021.

Essa atualização de meia-vida garantiu uma mudança completa na dianteira do SUV médio, que passa a ter faróis divididos como manda uma tendência de design também vista em outros fabricantes. Mas no caso do Equinox é a grade que divide os conjuntos ópticos: a parte de cima estão as luzes diurnas e, na parte de baixo, os faróis.

Traseira exibe novas lanternas de leds

Traseira exibe novas lanternas de leds (Divulgação/Chevrolet)

A nova grade parece mais larga, mas é impressão causada pelas molduras mais encorpadas. O para-choque, porém, tem aspecto mais agressivo graças às tomadas de ar falsas e ganhou uma luz de posição laranja para cumprir as exigências da legislação norte-americana.

Versões convencionais não tem mudança no painel

Versões convencionais não tem mudança no painel (Divulgação/Chevrolet)

Na traseira a grande novidade está nas novas lanternas de led.

Isso vale para todas as versões, exceto para o Equinox RS. A versão com visual esportivo, que antes só existia na China, tem peça que simula extrator para emoldurar as quatro saídas de escape.

Equinox RS tem quatro saídas de escape

Equinox RS tem quatro saídas de escape (Divulgação/Chevrolet)

Além disso, a versão RS tem logotipos pretos, grade e rodas pretas, e abre mão da moldura cromada nos vidros laterais. Por dentro, todo acabamento é preto e bancos, volante, painel e coifa do câmbio têm costuras vermelhas.

Chevrolet Equinox RS esconde os cromados

Chevrolet Equinox RS esconde os cromados (Divulgação/Chevrolet)

A linha 2021 do Chevrolet Equinox ainda passa a ter câmeras para visão 360°, controle de velocidade adaptativo, assistente de baliza automática e alerta de passageiro no banco traseiro.

Os motores não mudaram. O Equinox mantém o 2-litros turbo com injeção direta de 262 cv e 37 mkgf, além de câmbio automático de nove marchas, nas versões topo de linha, enquanto as mais acessíveis ficam com o 1.5 Ecotec com turbo e injeção direta, que gera 172 cv e 27,8 mkgf, e câmbio automático de seis marchas que acabou de estrear no Brasil. Nos EUA, há opção de tração integral para as duas mecânicas.

O RS tem interior todo preto

O RS tem interior todo preto (Divulgação/Chevrolet)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s