Clique e assine por apenas 5,90/mês

Nova geração do Hyundai Sonata tem frente de Fusion e traseira de Civic

Modelo 2020 tem carroceria de contornos esportivos. Mas não há previsão de início de vendas no Brasil

Por Péricles Malheiros - 7 mar 2019, 17h57
Tudo novo no Sonata 2020 Divulgação/Hyundai

A apresentação oficial do novo Sonata está marcada para a próxima edição do Salão de Nova York, em abril, mas algumas imagens já foram liberadas pela Hyundai.

Completamente renovado, o Sonata abandona o perfil pacato e adquire uma personalidade explicitamente mais radical. A começar pela carroceria, que não chega a ser de um sedã-cupê, mas que também passa longe de um três-volumes convencional.

DRL de led que avança em direção ao para-brisa é o elemento mais chamativo Divulgação/Hyundai

Nada convencional também são os faróis, cujo DRL (luzes de condução diurna) se estende da base, em direção ao para-brisa, por meio de uma longa barra luminosa, vizinha à linha que divide a tampa do capô e os para-lamas.

A grade hexagonal ainda está lá, mas os novos layout e proporções fazem lembrar a dianteira dos Ford – note como ele guarda certa semelhança com o Fusion, por exemplo.

Não há como negar: layout da traseira lembra o do Honda Civic Divulgação/Hyundai

No entanto é na traseira que o Sonata de oitava geração mais carece de personalidade. Não há quem não se lembre do Civic ao ver as lanternas em formato de bumerangue do novo Hyundai. A diferença é que, no coreano, a linha inferior das peças se comunica por uma longa barra de leds. A superior, por sua vez, se funde com o aerofólio, estampado diretamente na tampa do porta-malas.

Além do estilo sedã-cupê, a carroceria tem a esportividade acentuada por conta das dimensões: está com uma altura menor em 30 mm e comprimento alongado em 45 mm, dos quais 35 mm aplicados entre os eixos.

Volante tem arco inferior. Tela central agora flutua vizinha ao quadro de instrumentos Divulgação/Hyundai

Um tanto chamativo por fora, o Sonata é mais contido por dentro. A tela central, que antes ficava separada do quadro de instrumentos por um difusor de ar, agora está praticamente integrada, pois os difusores são estreitos e horizontais.

Perfil mais radical: Hyundai parte em busca de consumidores mais jovens Divulgação/Hyundai

Quanto aos equipamentos já se sabe que ao menos a versão topo de linha do Sonata 2020 irá oferecer um sistema de acesso ao carro e partida do motor por meio de um aplicativo de celular, via tecnologia NFC, de aproximação.

A última virada de geração do Sonata aconteceu em 2014. Consultado sobre a vinda do Sonata 2020, o Grupo Caoa, responsável pelos Hyundai importados no Brasil, disse não ter, por enquanto, nada a comentar sobre essa possibilidade.

Lanternas são interligadas tanto em cima (pelo aerofólio) quanto embaixo (pela barra de leds) Divulgação/Hyundai
Continua após a publicidade
Publicidade