Clique e assine por apenas 8,90/mês

Nissan Leaf surge como um protótipo elétrico conversível

Estudo feito para celebrar as 100 mil unidades vendidas no Japão passou por diversas alterações na carroceria

Por Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 29 Maio 2018, 19h44 - Publicado em 29 Maio 2018, 19h35
Nissan Leaf Conversível
Protótipo teve teto removido e portas traseiras soldadas Divulgação/Nissan

Esse parece ser o mês dos conversíveis improváveis. Após a Honda cortar o teto de um Civic Type R para fazer uma picape, foi a vez da Nissan criar um conversível exótico a partir do Leaf.

O hatch elétrico que já dirigimos e está confirmado para o Brasil ganhou uma variante targa pelas mãos da matriz.

Nissan Leaf Conversível
O banco traseiro foi levantado e pode criar a visão “de cinema” comum em alguns SUVs Divulgação/Nissan

O objetivo foi celebrar as 100 mil unidades vendidas do Leaf no Japão.

No mundo, o modelo já ultrapassa a marca dos 300 mil veículos produzidos.

Continua após a publicidade
Nissan Leaf Conversível
A parte posterior do teto foi mantida para manter parte da integridade estrutural da carroceria Divulgação/Nissan

Apesar de não passar de um protótipo, o Leaf conversível passou por diversas mudanças estruturais para perder o teto rígido.

Nas imagens digitais divulgadas pela Nissan, o modelo teve as portas traseiras soldadas e o banco traseiro elevado, cobrindo a vigia traseira.

Há poucos detalhes sobre o modelo, mas no material de divulgação, a Nissan aparenta ter removido o banco do passageiro – por ser uma versão japonesa, este Leaf tem volante do lado direito.

A segunda geração do Leaf ficou mais potente e ganhou mais autonomia. Agora o hatch pode rodar até 240 km sem precisar recarregar e seu motor de 149 cv pode levá-lo de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos.

Continua após a publicidade

Esse tipo de versão tem baixas chances de chegar ao mercado. O mais provável é que seja apenas uma tentativa de atrair atenção à efeméride de um veículo que está sem novidades no momento interessante.

Publicidade