Nissan Kicks promete mudar a dinâmica do segmento de SUVs

Com produção nacional confirmada, o modelo chega em agosto com visual moderno e equipamentos inéditos na categoria

Nissan Kicks Novo SUV compacto é baseado na plataforma mecânica de March e Versa

Novo SUV compacto é baseado na plataforma mecânica de March e Versa  (/)

A Nissan realizou, no Rio de Janeiro, a primeira apresentação do aguardado Kicks, que chega às lojas da marca em agosto. Feito para brigar no disputado segmento dos SUVs compactos, ele chegará, inicialmente, importado do México. Sua fabricação nacional, em Resende (RJ), deverá ser iniciada apenas no final deste ano. Já os preços ainda não foram revelados, mas podemos esperar versões entre R$ 65.000 e R$ 80.000.

As ambições com o Kicks são grandes. Quando tiver sua produção nacional iniciada, o modelo será exportado para 80 países diferentes, tornando-se o primeiro Nissan global apresentado em primeira mão ao Brasil. Ele também será o responsável por comandar todo o trajeto do revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, que passará por 328 cidades brasileiras, rodando 20.000 km em 95 dias. Tudo isso reforça a aposta da marca.

Nissan Kicks Altura em relação ao solo mais elevada reforça a identidade de SUV

Altura em relação ao solo mais elevada reforça a identidade de SUV  (/)

IMPRESSÕES

Infelizmente não foi dessa vez que pudemos dirigir o Kicks. No entanto, a apresentação estática revelou muito sobre a promessa do utilitário. Esqueça o design sem inspiração dos compactos March e Versa, com o qual ele compartilha a plataforma. Nesse quesito, a novidade reserva boas surpresas.

Nissan Kicks Para-choques, grade e faróis são volumosos

Para-choques, grade e faróis são volumosos  (/)

O capô alto e com inclinação mínima, além da volumosa grande e dos para-choques com grandes áreas em preto, dão robustez à dianteira do Kicks. A traseira tem linhas mais angulosas e esportivas, remetendo aos outros SUVs da marca, como Qashqai e Juke. A lateral mescla para-lamas musculosos e vincos pronunciados, destacando os traços da traseira e o teto com efeito flutuante. As rodas de acabamento diamantado são de 17 polegadas. No geral, o resultado é muito bom e promete agradar ao gosto do mercado brasileiro.

Nissan Kicks Lateral e traseira são repletas de recortes que seguem a identidade dos SUVs da marca

Lateral e traseira são repletas de recortes que seguem a identidade dos SUVs da marca  (/)

Por dentro, o modelo revela suas semelhanças com os irmãos menores, mas também mostra que tem mais a oferecer (inclusive em relação ao Honda HR-V, uma das referências no segmento). O painel, assim como as portas, utilizam materiais de toque rígido, mas aparência fosca, que aparentam melhor qualidade. Nem as porções das portas e do painel revestidas em couro são macias, elas não passam de um revestimento encobrindo uma área também dura como o restante.

Nissan Kicks Lado esquerdo do painel de instrumentos é ocupado por uma tela configurável

Lado esquerdo do painel de instrumentos é ocupado por uma tela configurável  (/)

Mas isso não chega a incomodar, pelo contrário. Os comandos dos vidros (com função de um toque em todas as janelas) são os mesmos utilizados no Sentra. O volante (multifuncional e em couro) é inédito. O espaço também promete ser um dos méritos do Kicks, que num primeiro contato demonstra permitir a acomodação confortável de até cinco pessoas.

O CARRO

A Nissan ainda não divulga preços, versões e motorizações do Kicks. No entanto, podemos esperar pelo motor 1.6 flex de 111 cv de potência já existente em March e Versa, além da transmissão manual de cinco marchas e da CVT, que está prestes a estrear nos dois modelos. Uma segunda motorização estaria cotada para equipar o SUV, mas isso ainda permanece em segredo — seria o 2.0 do Sentra?

Por fim, entre os equipamentos, a versão topo de linha apresentada (em série especial de lançamento, com bancos de couro laranja) era equipada com ar-condicionado digital, quadro de instrumentos com uma grande tela digital colorida e personalizável, central multimídia com Bluetooth, USB e GPS, visão 360º (quatro câmeras ao redor do carro permitem a visão total do entorno do veículo), visão de pontos cegos (pelas câmeras dos retrovisores), controle de estabilidade, partida do motor por botão, sensores de estacionamento traseiros e leds nos faróis.

Entre os SUVs compactos já existentes, o Kicks deve concorrer principalmente com EcoSport e Duster – HR-V e Renegade ficarão num patamar de preços superior. No futuro, ele pode bater de frente com os novos Honda WR-V (previsto para chegar ainda esse ano no Brasil) e VW T-Cross (esperado apenas para 2018).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s