Nissan Frontier SL

Picape completa 10 anos e ganha banho de loja

 (/)

A Nissan comemora uma década de presença no Brasil com uma série especial da Frontier, primeiro modelo da marca a ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná. Sem grandes mudanças, a picape teve um retoque de estilo no para-choque dianteiro e na grade do radiador, ganhou novo jogo de rodas e upgrade na lista de equipamentos.

A série comemorativa SL 10 Anos é baseada na SV Attack, com opções de tração 4×2 e 4×4 e câmbio manual, e SL 4×4 com transmissão automática. Todas utilizam o mesmo motor turbodiesel 2.5 de 190 cv. Os preços partem de 95 990 reais para a SV 4×2 e chegam aos 124990 reais na versão topo de linha. Só as versões 4×4 desenvolvem 190 cv. Embora todas utilizem o mesmo motor, as 4×2 geram 163 cv a 3600 rpm.

Um dos novos atributos é a adição do controle de tração e estabilidade, que corta o acelerador e atua nos freios quando a traseira perde a trajetória. O limitador também contém os exageros no trato com o pedal direito, evitando derrapagens em pisos escorregadios.

A versão SL tem rodas de 18 polegadas de liga leve, enquanto a SV Attack utiliza peças de 16, mas apenas a SV tem lanternas traseiras com máscara negra. Internamente, mudaram o painel de instrumentos e os controles do ar-condicionado. O condicionador passou a ser digital de duas zonas. Na versão mais cara foi adotada a chave presencial I-Key, que pode ficar dentro do bolso do condutor ao abrir as portas ou ligar o motor.

Um novo sistema de áudio foi integrado à câmera de ré, cujas imagens são exibidas no monitor no centro do painel. O recurso ajuda, mas a tela pequena dificulta a visualização, sobretudo quando a manobra é feita em locais escuros. Poderia ter tela maior e um alerta sonoro complementar. Agora há comandos do

som no volante e piloto automático.

Os novos equipamentos são bem-vindos e ajudam a superar a Toyota Hilux, mas não são suficientes para bater a Amarok e as novas S10 e Ranger. A Nissan precisará mais do que de pôneis malditos para voltar a chamar atenção.

 (/)

Picape trocou de volante e ganhou equipamentos de série, como câmera de ré integrada ao som, ar-condicionado digital de duas zonas e chave do tipo presencial. Motor da versão 4×4 é um turbodiesel de 190 cv. Roda exclusiva da nova versão comemorativa.

VEREDICTO

Tem visual robusto e agrada ao dirigir. Custa 5 000 reais a menos que s10, Amarok e ranger, mas a economia não compensa.

FICHA TÉCNICA
Motor dianteiro, 4 cilindros, longitudinal, 16v, 2488 cm3, turbo
Potência 190 cv a 3600 rpm
Torque 45,8 mkgf a 2000 rpm
Câmbio automático, 5 marchas, 4×4
Dimensões comprimento, 523 cm; largura, 185 cm; altura, 178 cm; entre-eixos, 320 cm
Peso 2082 kg
Equipamentos câmera de ré, rodas de liga de 18 pol., ar de duas zonas e controle de estabilidade
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s