Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Negócio clássico

Venda de antigos envolve paixão e raridades que chegam a 700 mil reais

Por André Paixão Atualizado em 9 nov 2016, 12h58 - Publicado em 6 jan 2014, 17h28
classicos

Encontrar lojas de seminovos em São Paulo é quase tão fácil como achar uma padaria. Há centenas de multimarcas, com ofertas dos mais variados modelos e preços. Porém, se você busca um carro antigo, a história é outra. Apesar de ser um mercado pequeno, ele está em crescimento, seja pelo interesse do público, seja pela oferta de carros. A mais recente novidade no setor é a abertura da Mille Duke Universo Marx, em Moema. Com sua estreia, São Paulo chega a cinco lojas especializadas, que reúnem um estoque de centenas de opções, com valores que vão de módicos 20 000 reais a impressionantes 500 000 reais, quase o preço de um Porsche 911 zero.

Inaugurada em maio, a Mille Duke tem como um dos sócios Maurício Marx. “Meu pai era colecionador e desde pequeno eu brincava com carrões em vez de carrinhos”, conta o empresário. Apesar de a loja ser recente, Maurício não é novo no ramo: já comercializa antigos desde 1999. A ideia de criar um espaço para expor e vender veículos de forma mais profissional surgiu quando o atual sócio de Marx o procurou com a intenção de começar um novo negócio. “É mais do que um espaço para venda de carros: aqui eu recebo meus amigos”, diz Maurício.

Ao contrário de uma concessionária ou loja multimarcas, um comércio de antigos não costuma ter giro muito grande. Na Mille Duke, a média é de três a cinco veículos vendidos por mês, com faixas de preço variadas. Hoje o modelo mais barato no seu estoque é um Ford Maverick 1976, por 37 000 reais, enquanto o mais caro é um Mercedes 190 SL 1959, de 450 000 reais. Caso nenhum deles agrade ao cliente, é possível ainda “encomendar” um carro específico. “Como nasci entre pessoas que gostam de automóveis antigos, para mim é muito fácil encontrar um modelo raro”, diz.

Além dos clássicos, Maurício tem uma oficina de restauração em Cotia, na Grande São Paulo, e alguns carros na sua coleção particular. Porém, há dois veículos que o empresário não vende de jeito nenhum: uma Kombi picape cabina dupla 1964 e uma Romi-Isetta 1957. “Já me ofereceram o dobro do valor, mas eles eu não vendo”, conta.

650_cad_03.jpeg

Mais antiga que a Mille Duke, a Private Collections conta com visual e estrutura semelhantes aos de uma grande concessionária – afinal ela fica na Avenida Europa, reduto das lojas de carros de luxo de São Paulo. Entre os clientes ilustres, há artistas e pilotos. Foi uma deles que rendeu uma das histórias mais curiosas da loja. Um ex-campeão mundial de F-1 encomendou um Cadillac 1959 conversível. “Ele deu uma volta e me ligou dizendo que fecharia negócio, mas que precisaria de um boné, pois viajaria 1 000 km com o carro”, diz Ricardo Robertoni, dono da Private. “Recomendei que o levasse numa prancha, pois, apesar das boas condições do carro, é uma viagem longa. Ele não aceitou, mas enviei um caminhão para segui-lo. Quando chegou lá, ele me telefonou empolgado dizendo que o Cadillac era ótimo.”

O acervo da Private é recheado, com modelos comoVW TL S 1972, de 25 000 reais, e DMC DeLorean 1981, que sai por 165 000 reais. Mas a grande estrela é um Mercedes-Benz 280 SE Cabriolet 1971.

Ricardo não divulga o preço, mas, segundo uma fonte próxima, está avaliado em 700 000 reais, por ser uma versão com apenas 1 200 unidades produzidas e estar num estado de conservação digno de concurso internacional. Além das vendas na loja, a Private também aposta em outra modalidade de negócio, popular nos EUA. “Fizemos uma parceria com o canal Terra Viva e vamos começar a vender carros numa espécie de leilão pela TV, em que o dono pode comprar o carro sem sair de casa”, conta Robertoni.

650_cad_02.jpeg

Uma das primeiras lojas do ramo, a Jardineira existe desde os anos 70, fundada por Assadur Mekhitarian, na Vila Prudente. “Na época, o mercado de carros antigos, assim como o de peças, era muito mais restrito”, conta o filho de Assadur, André, que hoje administra com o pai a loja localizada na Avenida dos Bandeirantes. Entre os 12 modelos expostos, o mais raro é um Jaguar Mark I 1958. “Um médico comprou esse carro zero-quilômetro na época e só conseguiu rodar 600 km antes de morrer. Depois, ele ficou parado todos esses anos”, afirma. Após passar por uma revisão, o Jaguar já está disponível a qualquer um que esteja disposto a desembolsar 400 000 reais. “Mas aqui também há opções mais populares, como Fusca, que varia entre 20 000 e 25 000 reais”, diz.

Outro negócio que passou de geração a geração é a JS Autos Antigos, na Mooca. Tudo começou há 50 anos, quando Romeu Siciliano montou uma loja de antigos no bairro. Anos depois, nasceu seu filho, João, que desde criança passou a frequentar o espaço. “Com 16 anos, meu pai me deu uma filial para cuidar”, conta João Siciliano. Com a morte do pai, em 2008, ele unificou as duas lojas da família em um único espaço, na Rua da Mooca. A JS oferece cerca de 50 opções, com preços que começam em 14000 reais – pedidos por um Fiat 147 ano 1979 – e terminam em duas raridades avalia- das em 430 000 reais.A primeira é um Buick Roadmaster 1951, cuja produção contou com menos de 500 unidades. A outra, um raro Horch Phaeton 1931, mas que exige uma restauração.

Entre tantos veículos antigos que passaram pelas suas mãos, um deles tem importância especial para João. O Ford Coupe 1930 é o xodó do proprietário da loja. “Quando era criança, meu pai me levava para passear num desses. Tanto que, quando encontrei um, logo comprei”, diz. O Fordinho é o único carro antigo da loja que não está à venda. “Ele tem um valor sentimental.”

650_cad_04.jpeg

ESTRELAS DO PASSADO DAS LOJAS DMC DELOREAN 1981

R$ 165 000

FERRARI 308 GTB

R$ 220 000

CORVETTE STING RAY 1964

R$ 285 000

BUICK ROADMASTER 1951

R$ 430 000

Continua após a publicidade

HORCH PHAETON 1939 (para restaurar)

R$ 430 000

Continua após a publicidade

MERCEDES 190 SL 1959

R$ 450 000

MERCEDES 280 SE CABRIOLET 1971

R$ 700 000

CLÁSSICOS POPULARES FIAT 147 1979

R$ 14 000

VW FUSCA 1972

R$ 16 000

VW FUSCA 1968

R$ 18 000

BMW 520 1974

R$ 20 000

VW TL S 1972

R$ 29 000

MERCEDES 350 SE 1975

R$ 35 000

CHEVROLET C-10 1972

R$ 40 000

Continua após a publicidade

Publicidade