Clique e assine por apenas 5,90/mês

Morre Milton Masteguin, um dos pais do Puma GT

Carro foi o ícone máximo entre os esportivos fora-de-série do Brasil

Por Fabiano Pereira - Atualizado em 9 nov 2016, 12h00 - Publicado em 15 ago 2012, 22h28
classicos

A indústria dos automóveis fora-de-série nacionais perdeu nesta quarta-feira (15) um de seus mais destacados pioneiros e protagonistas. Morreu hoje aos 78 anos, em São Paulo, Milton Masteguin, um dos fundadores da Puma, a mais lembrada marca de esportivos brasileiros, e posteriormente criador da Chamonix, a mais estabelecida fabricante de réplicas do país. A trajetória de Masteguin cobre todas as últimas cinco décadas do nosso mercado com esportivos que encantaram e ainda encantam gerações.

Masteguin deu início a uma saga que resultou no Puma GT, historicamente o mais reconhecido esportivo clássico nacional produzido em baixa escala. Ele era dono de uma concessionária DKW Vemag na capital paulista com Mário Cesar de Camargo Filho, que integrava a equipe oficial da marca. Um dos clientes da MM era o fazendeiro Genaro ‘Rino’ Malzoni, que criava carrocerias esportivas sobre mecânica de carros nacionais e desenvolveu o GT Malzoni criado para as pistas. Com esse carro, a DKW venceu várias provas entre 1964 e 1965. Isso levou à idéia de fabricar o carro.

Foi criada a Sociedade de Automóveis Lumimari, nome que unia as sílabas iniciais dos nomes de Masteguin, Camargo Filho, Luiz Roberto Alves da Costa e Rino Malzoni. No Salão do Automóvel de 1966 o carro foi rebatizado de Puma GT, com desenho refinado por Anísio Campos. A empresa também passou a se chamar Puma. Com o fim da DKW em 1967, no ano seguinte um novo carro foi criado sobre mecânica Volkswagen. Inspirado no Lamborghini Miura italiano, o novo Puma GT se tornou um ícone do design automotivo nacional. Um modelo complementar seria lançado em 1974, com mecânica seis-cilindros de Opala. Era o Puma GTB. Nesse mesmo ano, no Salão do Automóvel, foi apresentado o protótipo mais inusitado da marca, o Mini Puma, que nunca chegou a se produzido.

Com queda na produção e dividas trabalhistas e com fornecedores, a reputação da Puma começou a declinar ainda nos anos 70. Em 1983, Masteguin deixou a companhia. Quatro anos depois, o empresário criou junto com o engenheiro americano Chuck Beck a Chamonix, especializada em réplicas de Porsche dos anos 50 e 60. O primeiro modelo, feito para exportação, foi o Spyder 550. A nova empresa ainda colaborou com o projeto do Lobini H1. Hoje a Chamonix também oferece os modelos Speedster e Roadster e é administrada pela filho do empresário, Newton Masteguin.

Continua após a publicidade
Publicidade