Manual da crise: hora de caçar descontos

A crise no mercado é um ótimo momento para pechinchar. Se você souber pesquisar sem pressa, pode achar reduções de até 25%

geral geral

geral (/)

Uma desculpa para não comprar carro novo hoje é fugir dos altos juros e da incerteza gerada pela crise atual. É tudo verdade, mas quem se preparava para comprar um automóvel zero e desistiu pode perder uma tremenda oportunidade.

Quando as vendas estão em baixa, uma enxurrada de bons descontos costuma aparecer no mercado, como os que encontramos em diversas concessionárias e lojas multimarcas. O exemplo mais escandaloso foi do Chevrolet Camaro SS. Oferecido na tabela por R$ 241 350, nós o encontramos à venda por R$ 179 890 na concessionária Vigorito Carrão, em São Paulo. São R$ 61 460 de diferença, ou mais de 25% do valor de tabela. Sim, ele já ganhou uma nova geração no exterior, mas ela ainda não está à venda nem nos Estados Unidos.

Mas não pense que só os carrões têm bons descontos. Até os mais baratos estão em oferta. Pegue o Fiat Palio Fire, o carro nacional mais barato do mercado. Com três portas, ele parte de R$ 27 590, mas é possível achá-lo a R$ 24 889 na Auguri Osasco, desconto de R$ 2 701, ou quase 10%. O Clio, que parte de R$ 31 000 na tabela da Renault, custa R$ 24 990 na Max Renault, de São Paulo (R$ 6 010 a menos). Sai 19,4% mais barato do que seria de imaginar.

Se há barganhas nos extremos, os intermediários também apresentam suas ofertas, como o Ford Focus Sedan Titanium, que em agosto ganha uma nova frente. Por isso, o modelo que na tabela sai por R$ 98 900 é oferecido na Ford Studio, de São Paulo, por R$ 79 900, ou R$ 19 000 a menos. O abatimento equivale a 19,2% do valor cheio do sedã.

O VW Golf GTI está na mesma situação. Sua tabela é R$ 111 680, mas conseguimos encontrar o hatch na CAE Multimarcas, de São Paulo, por R$ 99 880. São R$ 11 800 a menos, ou uma redução equivalente a 10,5%.

Na GM, além do Camaro, o Captiva também cobra bem menos do que a tabela. Tomando-a por base, o valor seria de R$ 111 190. Na prática, o SUV pode ser comprado por R$ 93 990 na Javep, de Jaú, no interior de São Paulo, são 15,5% menos.

O mesmo acontece com o Tracker, modelo que, teoricamente, estaria na mesma faixa de concorrentes como o Honda HR-V ou o Jeep Renegade, mas que está longe de ter a mesma procura. Anunciado no site da Chevrolet por R$ 90 990, ele está com desconto de R$ 11 000 na Morumbi Veículos, ou 12% mais em conta.

No cenário atual, as tabelas oficiais servem mais como referência. O preço real é aquele que você paga de fato – e ele está cada vez mais baixo nestes tempos bicudos.

Leia também:

O peso do pé direito

Economia assegurada

A prazo e sem peso

De grão em grão

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s