Clique e assine por apenas 8,90/mês

Mais fraco e equipado: as diferenças do Onix Plus brasileiro e chinês

Sedã nacional abre mão de desempenho, mas se destaca em autonomia e oferta de equipamentos

Por Rodrigo Ribeiro - 25 set 2019, 07h00
Visualmente o Onix Plus é idêntico à versão chinesa Divulgação/Chevrolet

A primeira vez que a GM apresentou oficialmente o Onix sedã no Brasil já foi possível confirmar diversas similaridades com o modelo chinês, ainda que a versão nacional antecipasse alguns itens exclusivos.

Mas foi só após o lançamento oficial do três volumes, batizado de Onix Plus, que foi possível fazer um comparativo entre o modelo fabricado em Gravataí (RS) e na China.

A versão chinesa tem a exclusiva opção esportivada Redline Reprodução/Internet

E quem espera que nosso modelo é pior estará bem enganado: muitos equipamentos de conforto e segurança são exclusivos do Onix Plus. A contrapartida é uma concessão sob o capô.

Problemas indiretos

Novo motor 1.0 turbo do Onix Plus tem injeção multiponto convencional Divulgação/Chevrolet

Ambos os Onix usam o mesmo motor 1.0 de três cilindros desenvolvido globalmente pela GM. A diferença é que, enquanto o modelo chinês dispõe de injeção direta, o Onix Plus usa o sistema convencional, indireto. Essa diferença significa mais do que uma derrota nas disputas de Supertrunfo entre os comparadores de ficha técnica.

Continua após a publicidade
A versão chinesa ganha força e potência extra por conta da injeção direta Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas

Com gasolina o Onix Plus gera 116 cv (a 5.500 rpm) e 16,3 mkgf (a 2.000 rpm). Basicamente por conta da injeção direta o sedã asiático obtém 125 cv (a 5.800 rpm) e 18,3 mkgf (a 1.350). Este último dado, aliás, é o que mais impacta no dia a dia, com melhores arrancadas e maior desenvoltura com o carro carregado ou em ladeiras.

Fora isso, a maior diferença técnica entre os dois está no tanque de combustível. Por ser flex e ter maior consumo com etanol, o Onix Plus leva até 44 litros em seu tanque, quase dez a mais do que o Onix Sedan (36 litros).

Balizas facilitadas

A versão Premier pode receber uma série de itens de conforto Divulgação/Chevrolet

Na régua a dupla se equipara, incluindo a altura livre do solo de 12 cm, uma prova de que não é só o Brasil que exige grande vãos livres para lidar com a buraqueira do dia a dia.

ESó o modelo nacional tem encosto de cabeça para todos os ocupantes Divulgação/Chevrolet

Mas estacionar o Onix Plus será mais fácil, caso o cliente opte pela configuração Premier com todos os opcionais. Ela é a única do segmento a oferecer sistema de estacionamento automático, ausente no modelo chinês.

Continua após a publicidade
Modelo chinês tem cinto de três pontos, mas não há encosto para o quinto ocupante Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas

A favor do asiático está o teto-solar, ausente por aqui. Mas só nós podemos bater no peito e incluir, ao menos como opcional, alerta de veículo no ponto cego e ar-condicionado automático no Onix Plus.

Da dupla, só o brasileiro vem com seis airbags de série. O ESC, felizmente, é item de série em todos os Onix, mostrando que a GM segue firme com a intenção de produzir o carro mais seguro do segmento.

E a ausência de injeção direta pode ser uma vantagem para o Onix Plus junto à uma clientela fiel do sedã. Sem o equipamento, fica mais fácil para frotistas e taxistas colocarem GNV. Adicionar o kit gás em um modelo com injeção direta é possível, mas é caro e se justifica mais em modelos premium.

 

Publicidade