Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Lucro da Harley-Davidson cresce 18,2% no semestre

Companhia vendeu cerca de 145.000 motos em todo o mundo e somou ganhos de US$ 495,9 milhões

Por Daniela Barbosa, de Exame.com Atualizado em 9 nov 2016, 12h39 - Publicado em 21 ago 2013, 16h57
Lucro da Harley-Davidson cresce 18,2% no semestre

O primeiro semestre do ano foi promissor para as operações da Harley-Davidson no mundo. No período, a montadora de motocicletas somou lucro de 495,9 milhões de dólares, 18,2% maior na comparação com o mesmo semestre do ano passado. A receita total também cresceu e passou de 3,1 bilhões para 3,3 bilhões de dólares.

Já faturamento com as vendas de motos atingiu 2,4 bilhões de dólares, 9,4% maior em relação a 2012. A Harley-Davidson registrou vendas globais de 144.447 novas motocicletas e a América Latina região que apresentou o maior crescimento, 22,8% em relação ao período anterior.

A expedição de motos da companhia aumentou 8,2%, totalizando cerca de 160.000 unidades enviadas às concessionárias em todo o mundo. Segundo Keith Wandell, presidente da Harley-Davidson, a companhia apresentou grade desempenho financeiro no período, refletindo os investimentos feitos nos últimos anos.

“Nossos colaboradores, concessionários e fornecedores continuam realizando um excelente trabalho, unindo esforços enquanto time e seguindo em uma única direção para entregar a melhor experiência aos nossos clientes”, disse o executivo, em nota.

A margem bruta do primeiro semestre da companhia atingiu 36,8% e a margem de operações ficou em 20,8%, ambas maiores na comparação com o mesmo período de 2012.

Expectativa

Para o resto do ano, a Harley-Davidson mantém a meta de enviar entre 259.000 e 264.000 motocicletas para concessionárias e distribuidores de todo o mundo. Já a margem deve variar entre 35,25% e 36,25%.

Continua após a publicidade

Publicidade