Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Primeiro carro elétrico Kia, EV6 tenta se afirmar SUV como irmão Hyundai

Modelo estreia nova filosofia de design da Kia e coloca a marca sul-coreana no mapa dos carros elétricos

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 15 mar 2021, 13h53 - Publicado em 15 mar 2021, 13h06
kia_ev6
Divulgação/Kia

A Kia divulgou as primeiras imagens do seu primeiro carro elétrico. O EV6 será lançado oficialmente no fim do mês, mas já se apresenta como um novo carro baseado na a nova plataforma veicular E-GMP do Grupo Hyundai, a mesma do Hyundai Ioniq 5. E parece ser mais interessante que o irmão com visual de carro conceito.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

A apresentação prévia dedicada ao design se dá pelo Kia EV6 apresentar uma nova filosofia de design, chamada “Opposites United”, que será seguida pelos próximos modelos da fabricante sul-coreana.

kia_ev6
Divulgação/Kia

O que não será comum a todos é o estilo da dianteira, chamado “Digital Tiger Face”. A Kia trata como uma evolução da grade nariz de tigre característica dos carros da marca há mais de 10 anos, e que seguirá viva nos carros a combustão da marca.

kia_ev6
Divulgação/Kia

O EV6 chama atenção pelos grandes e estreitos faróis interligados por uma barra e por ter entrada de ar na seção inferior do para-choque frontal. Mas ter não apenas os faróis, como também as lanternas traseiras de formato bem curioso interligados às caixas de roda é bem incomum.

Continua após a publicidade

kia_ev6
Divulgação/Kia

A lateral tem linhas limpas que dão destaque ao teto flutuante, graças às colunas pretas ou com adereço que interliga as janelas laterais ao vidro traseiro. A traseira, por sua vez, é volumosa e as lanternas, que parecem ocupar recortes no carro, ajudam a dar impressão do carro ser largo.

O EV6 é, no mínimo, um carro bem diferente do que se vê no mercado. Mas a Kia, assim como faz a Hyundai, trata seu elétrico como um SUV. Aí é forçar a amizade…

kia_ev6
Divulgação/Kia

O interior é como o dos Kia atuais. Mas as duas telas curvas que cumprem a função de quadro de instrumentos e central multimídia são as mesmas do Hyundai Ioniq 5. Há botões sensíveis ao toque com retorno tátil para controle do ar-condicionado e o seletor de marcha é um comando giratório no console central – uma peça que o Ioniq 5 não tem.

Visão geral da E-GMP, que será base para 23 carros elétricos até 2025
Visão geral da E-GMP, que serve de base ao Ioniq 5 e ao EV6 Divulgação/Hyundai

A Kia ainda não quis dar detalhes sobre a mecânica, mas espera-se que ele siga o irmão Hyundai. Em sua versão mais potente o Ioniq 5 tem tração nas quatro rodas permanente, atinge 305 cv e 61,6 kgfm de torque, com velocidade máxima sendo limitada a 185 km/h em todos os modelos. Há baterias com 58 kWh e 72,6 kWh, que garante autonomia de até 500 km.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

QR - CAPA 742 - FEVEREIRO

Continua após a publicidade

Publicidade