Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Jeep Compass 2022 terá apenas motores turbo e câmbio automático

SUV médio reestilizado vai abandonar definitivamente o motor 2.0 Tigershark para usar o moderno 1.3 turbo flex

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 23 mar 2021, 17h55 - Publicado em 22 fev 2021, 18h23
Jeep Compass 2022
Jeep Compass 2022 Divulgação/Jeep

A reestilização que o Jeep Compass 2022 estreará no Brasil até abril não é das mais profundas por fora. Por dentro, porém, o SUV médio passará por uma revolução. Mas como fica seu conjunto mecânico?

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

O modelo vai seguir a lógica. Abandonará o motor 2.0 flex Tigershark de até 166 cv e 20,5 kgfm em todas as versões, dando lugar ao mesmo conjunto mecânico da nova Fiat Toro: o motor 1.3 GSE turbo com injeção direta combinado com câmbio automático de seis marchas. Novamente, nada de câmbio CVT combinado a este motor.

Jeep Compass 2021
Divulgação/Jeep

De acordo com o parceiro Autos Segredos, o motor 1.3 GSE com turbo e injeção direta terá entre 176 cv com gasolina e 186 cv quando com etanol – mesma potência do 2.4. O torque pode superar os 28 kgfm, acima dos 24,9 kgfm do antigo 2.4 aspirado.

Continua após a publicidade

Jeep Compass 2022
Divulgação/Jeep

O novo motor 1.3 GSE turbo estará presente nas versões Sport, Longitude e Limited, além do Compass S, hoje equipado sempre com o motor 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, câmbio automático de nove marchas e tração 4×4. Apenas a versão Trailhawk, voltada para o off-road, não terá opção de motor flex.

A novidade, segundo o parceiro, será o aumento de potência no motor turbodiesel, que poderá chegar aos 200 cv.

A porta USB continua, mas carregamento e conexão às interfaces Android Auto e Apple CarPlay poderão ser feitas sem fio
A porta USB continua, mas carregamento e conexão às interfaces Android Auto e Apple CarPlay poderão ser feitas sem fio Divulgação/Jeep

Renegade terá quatro opções de motores

Enquanto a o Compass abrirá mão do motor 2.0 flex, a Fiat Toro preservará o motor 1.8 flex na versão de entrada Endurance. O Jeep Renegade, que compartilha a mesma plataforma com o outros dois, porém, Seguirá com o motor 1.8 flex na versão de entrada, terá o novo motor 1.0 três cilindros com turbo e injeção direta com pouco mais de 130 cv, e câmbio CVT, nas versões intermediárias e terá o 1.3 turbo nas mais caras.

O 2.0 turbodiesel Multijet II será atualizado para render 203 cv e mais de 40 kgfm, de acordo com o site Autos Segredos. O responsável pelo aumento de potência em 33 cv e mais de 4 kgfm seria um turbo de geometria variável integrado ao coletor de escape, acompanhado de pressão maior da injeção common rail e novos injetores. São atualizações já feitas no motor 2.2 Multijet II que equipa o Jeep Cherokee na Europa e efetivas para diminuir o turbolag, muito perceptível no 2.0 atual.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

QR - CAPA 742 - FEVEREIRO

Continua após a publicidade

Publicidade