Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Jaguar retoma produção do clássico XKSS de 1957

Da limitada produção de apenas 25 exemplares, apenas 16 ficaram inteiras após um incêndio na fábrica de Browns Lane

Por Guilherme Fontana Atualizado em 23 nov 2016, 20h49 - Publicado em 24 mar 2016, 18h32

Jaguar XKSS

Não só de versões superesportivas vive a Divisão de Operações Especiais da Jaguar Land Rover. A preparadora oficial do grupo inglês anunciou a produção artesanal de nove unidades do lendário XKSS de 1957. O motivo é a recuperação de uma memória: naquele ano, um incêndio atingiu a fábrica de Browns Lane, na Inglaterra, e queimou nove dos 25 XKSS produzidos. Agora, 59 anos depois, chegou a hora de reaver os modelos.

Jaguar XKSS
Das limitadas 25 unidades, nove foram perdidas em um incêndio

De acordo com a Jaguar, os novos exemplares serão feitos à mão na nova fábrica da marca em Warwick, também na Inglaterra, e serão entregues aos felizardos compradores em 2017. A fabricante reforça ainda o fato de que os nove XKSS terão exatamente as mesmas especificações mecânicas e visuais das outras 16 unidades feitas em 1957. A má notícia fica para os preços de cada carro: R$ 5,2 milhões.

O XKSS foi uma espécie de versão de rua do lendário D-Type, um dos melhores e mais famosos carros de corrida de todos os tempos, com vitórias nas 24 h de Le Mans em 1955, 1956 e 1957. Pesando apenas 914 quilos, ele era equipado com o clássico motor XK6 de seis cilindros em linha, com mais de 240 cavalos, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em menos de cinco segundos.

Continua após a publicidade

Publicidade