Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Inglaterra vai pagar R$ 23 mil para que motoristas vendam seus carros

Experimento começará na cidade de Coventry e permitirá que moradores usem carros de aplicativos ou de aluguel, desde que desistam de ter seus veículos

Por Igor Macario Atualizado em 13 Maio 2021, 15h01 - Publicado em 24 fev 2021, 16h17
2017_range_rover_sv_autobigraphy_65_1920x1080
Divulgação/Land Rover

O Reino Unido parece determinado a mudar a forma como a população se locomove pelo seu território. Depois de já ter proposto o banimento total de carros com motor a combustão já em 2030, agora, iniciará uma campanha para que as pessoas desistam totalmente de ter um veículo próprio em casa.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

Para isso, o governo dará 3.000 libras, nada menos que R$ 23.000 em conversão direta, em créditos de locomoção para quem abdicar de seu carro. Isso porque mesmo com a proibição dos motores a combustão, o Reino Unido ainda não conseguirá atingir as metas antipoluição propostas.

A cidade de Coventry, na Inglaterra, vai começar o projeto piloto ainda este ano, com 100 moradores locais. O foco será em proprietários de carros a gasolina anteriores a 2006 e a diesel fabricados antes de 2016.

Os envolvidos poderão usar o crédito em transporte público, carros de aplicativo ou até para alugar carros elétricos, mas terão de vender seus carros particulares.

Continua após a publicidade

A ideia é medir quanto dinheiro é necessário para um indivíduo deixar totalmente de usar um carro próprio. Também servirá para o governo montar planos semelhantes para mais pessoas abdicarem de seus veículos.

Uber

O programa poderá ser oferecido em outras cidades, se o experimento em Coventry for bem sucedido. Os créditos serão oferecidos anualmente por um período de dois anos.

Além de oferecer dinheiro para os motoristas, o governo também estuda subsidiar as tarifas de carros de aplicativo e de locação de veículos, para indiretamente incentivar seu uso.

Ao que tudo indica o jeito de consumir carros irá mudar irremediavelmente, mas a boa notícia é que eles continuarão entre nós.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

QR - CAPA 742 - FEVEREIRO

Continua após a publicidade

Publicidade