Clique e assine com até 75% de desconto

Volkswagen lança programa de carros por assinatura no Brasil

Novo serviço da VW pretende ser prático e sem burocracia. Dois modelos de SUVs já estão disponíveis para aluguel em São Paulo

Por Gabriel Monteiro Atualizado em 4 nov 2020, 20h55 - Publicado em 4 nov 2020, 16h08

A Volkswagen anunciou, nesta quarta-feira, um novo plano de assinatura de carros 0km chamado “Volkswagen Sign and Drive”.

O programa será lançado ainda hoje, mas só estará disponível para a cidade de São Paulo e interior. As assinaturas podem ser feitas de forma totalmente digital em apenas seis passos. Desde a escolha do modelo e do tempo de assinatura, envio de documentos, até a assinatura do contrato. O usuário só terá de sair de casa para buscar o veículo na concessionária.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 5.90

A iniciativa faz parte de um projeto de transformação digital da empresa que já está em andamento e busca envolver, cada vez mais, seus consumidores em suas mídias digitais.

Pedro Danthas/Quatro Rodas

Por enquanto, o programa só disponibilizará para a assinatura os modelos T-Cross, pelo período de 12 meses, e Tiguan, por 24 meses. No entanto, a VW anunciou que há intenção de expandir o programa e prometeu a inclusão de novas opções já no começo do ano que vem. Mesmo com a promessa, não foram divulgados quais modelos serão adicionados.

Nas simulações apresentadas pela própria fabricante, o valor da mensalidade para assinar um T-Cross TSI seria de R$1.899 e, para um Tiguan Comfortline; R$3.659 mensais, o que resultará em um valor final aproximado, após os 24 meses, de R$87.816.

Sedento pelo posto de rei dos SUVs — atualmente do Compass — o Tiguan pode ser alugado por dois anos, na versão Comfortline Christian Castanho/Quatro Rodas

Nestes valores, então inclusas manutenções preventivas, documentação, serviço de gestão de multas, assistência 24h, emplacamento, seguro com rastreador e 1.800km mensais para rodar com o carro, sujeito a adicionais se o cliente extrapolar o limite de quilometragem permitido.

Continua após a publicidade

O carro será repassado para o nome de uma empresa terceira que prestará o serviço de locação ao assinante a fim de evitar burocracias para o assinante.

Segundo a própria VW, a intenção do programa é atender uma parcela de seus clientes que não se incomoda de pagar um pouco mais caro pelo serviço para não se preocupar com documentações, manutenções, burocracias e até mesmo a revenda de seu carro usado. “É importante para nós que o consumidor tenha suas próprias escolhas” .

Interface do Sign and Drive se sai bem em celulares e reforça sua intenção prática Reprodução/Volkswagen

Ao final do período de assinatura, o cliente poderá renovar seu contrato com o mesmo modelo ou trocar por uma nova assinatura.

Não foi apresentado nenhum benefício para quem desejar, ao final do período, adquirir o veículo. Segundo a fabricante alemã, o foco do programa não é vender carros 0km, mas, sim, oferecer mais comodidade para o público.

A Volkswagen pretende, então, vender os carros usados que passaram pelo Sign and Drive, preferencialmente, em sua própria rede de concessionárias.

O programa ainda está em sua primeira fase e a fabricante se comprometeu a escutar o cliente e otimizar o serviço com a adição de novos modelos, franquias de quilometragem, tempos de contrato e condições de pagamento.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade