Clique e assine por apenas 8,90/mês

Impressões: JAC quer vender picape diesel a preço de flex

Picape tem lançamento previsto para 2019 já com novo visual

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 20 jun 2018, 11h10 - Publicado em 19 jun 2018, 19h43
Visual da picape avaliada lembra carros da GM- mas ele vai mudar Christian Castanho/Quatro Rodas

JAC quer entrar no segmento de picapes médias, onde estão alguns dos consumidores mais fiéis às marcas.

A estratégia é ousada: vender a preço de picape flex uma picape com motor 2.0 turbodiesel, câmbio manual e tração 4×4. Se tudo correr como planejado, será picape diesel mais barata do Brasil. 

Acabamento é simples Christian Castanho/Quatro Rodas

Nós já dirigimos esta picape, que nem tem nome no Brasil ainda. Em outros mercados é vendida como Frison ou T6 (nome do SUV médio da marca aqui).

Por aqui, a JAC prefere usar letras e números para identificar seus carros. No segmento, com exceção de Chevrolet S10 e Mitsubishi L200, todas as concorrentes têm um nome. 

Continua após a publicidade

Dirigimos uma das unidades importadas para testes da engenharia local da JAC. É das impressões e experiências com esses carros que serão feitas mudanças específicas para o mercado local.

central multimídia JAC picape
Central multimídia poderá ser de série Christian Castanho/Quatro Rodas

Já definiram que o motor 2.0 terá mais que os 139 cv e 32,6 mkgf atuais. A nova programação pode diminuir o atraso nas respostas do turbo.

Hoje o motor só mostra seu vigor após 2.000 rpm. Com novo acerto, também será possível definir relações de marcha mais longas, tornando a condução mais confortável.

JAC Picape
Caçamba pode levar até 900 kg Christian Castanho/Quatro Rodas

A picape da JAC, do jeito como é hoje, lembra as gerações anteriores das Mitsubishi L200 e Nissan Frontier.

Continua após a publicidade

A suspensão agrada em asfalto bom, mas é dura e saltitante ao passar por trechos esburacados.

A direção hidráulica desmultiplicada, o acabamento simples e a posição de dirigir próxima ao para-brisa acentuam esse déjà-vu.

Banco traseiro JAC picape
Espaço traseiro é bom e inclinação do encosto é correta Christian Castanho/Quatro Rodas

Mas tem suas qualidades. O banco traseiro tem inclinação correta e bom espaço para as pernas. Além disso, a caçamba dispõe de revestimento protetor, como a Frontier.

Por outro lado, só há quatro ganchos e comete um erro igual ao da L200 atual: a tampa não tem tranca.

Continua após a publicidade
Este é o novo design que vem para o Brasil Divulgação/Divulgação

O design também passará por mudanças antes do lançamento. Seguirá a reestilização já mostrada na China, com grade maior e mais quadrada, e faróis estreitos.

O lançamento está previsto para o início de 2019, com preço entre R$ 110.000 e R$ 120.000 – equivalente às concorrentes a gasolina. Agora, só depende do dólar.

Ficha Técnica – JAC Picape

Preços:  Entre R$ 110.000 e R$ 120.000 
Motor: diesel, diant., longitudinal, quatro cilindros, turbo, injeção direta, 1.999 cm3, 16V, 139 cv a 3.600 rpm, 32,6 mkgf entre 1.600 e 2.600 rpm

Câmbio: manual, 6 marchas, tração 4×4

Suspensão: McPherson (dianteiro)/eixo rígido (traseiro)
Freios:disco vent. (diant.) / tambor (tras.)

Direção: hidráulica
Rodas e pneus: 245/65 R17

Dimensões: comprimento, 531,5 cm; largura, 183 cm; altura, 181,5 cm; entre-eixos, 309,5 cm; peso, 1.930 kg; tanque, 76 l; capacidade de carga, 900 kg

Publicidade