Importadora traz Ford F-150 Raptor ao Brasil por R$ 500 mil

Preço pode variar de acordo com a escolha de opcionais e variação do dólar

Picape de 456 cv foi uma das estrelas do Salão do Automóvel de SP

Picape de 456 cv foi uma das estrelas do Salão do Automóvel de SP (divulgação/Ford)

A F-150 Raptor já pode ser comprada no Brasil. A importadora DPR Trading anunciou a chegada da picape por R$ 500 mil, sendo que o valor pode variar de acordo com variações como o câmbio do dólar, a inclusão de outros opcionais e o frete.

Pneus 315/70 R17 foram concebidos para uso fora-de-estrada pesado

Pneus 315/70 R17 foram concebidos para uso fora-de-estrada pesado (divulgação/Ford)

A primeira unidade inclui o pacote 802A Luxury, que inclui câmera de 360 graus, alerta de pontos cegos, bancos dianteiros com regulagens elétricas, ar-condicionado digital, sistema multimídia SYNC Connect, bancos com aquecimento e revestidos em couro, partida do motor sem chave, tampa da caçamba removível e rodas de liga leve de 17 polegadas com pneus off-road 315/70 R17.

Espaçoso, interior tem central multimídia SYNC e outros itens

Espaçoso, interior tem central multimídia SYNC e outros itens (divulgação/Ford)

A segunda geração da Raptor trocou o antigo motor 5.0 V8 aspirado de 416 cv pelo moderno 3.5 V6 EcoBoost. Movido a gasolina e com dois turbocompressores, o conjunto gera 456 cv e torque máximo de 70,5 mkgf, acoplado a uma transmissão automática de 10 marchas.

Nos EUA, picape custa quase US$ 50 mil

Nos EUA, picape custa quase US$ 50 mil (divulgação/Ford)

Segundo a Ford, a redução de peso de 220 kg proporcionada pelo uso de materiais mais leves (como alumínio e aços de alta resistência) e a adoção de outros componentes – incluindo sistema start-stop – resultou em uma melhoria de 20% no consumo de gasolina – não que isso interesse muito para os clientes da superpicape.

Segundo a Ford, a Raptor é 20% mais econômica que sua antecessora

Segundo a Ford, a Raptor é 20% mais econômica que sua antecessora (divulgação/Ford)

A picape oferece tração nas quatro rodas e seis modos de condução, incluindo configurações voltadas para areia, pedras e até um modo específico denominado Baja, concebido para rodar em alta velocidade sobre terrenos acidentados.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Ulysses De Castro Silva

    Deveria ter uma promoção para ganhar uma caminhonete dessa meu sonho de consumo. Há anos que sempre vejo ela que é a maior venda dos E.U.A e fico vendo a cada ano os novos modelos dela. Mas 500k só vai ficar no sonho mesmo.

  2. Damastor Dagobé

    por que os carros em nosso país custam tanto, pergunta o inocente repórter ao chefão VW na ultima feira do automóvel em SP
    resposta honesta: porque eles pagam…

  3. Daniel's Woods Maker “Old Viking”

    put… que pari….. estragaram a caminhonete a Ford não sabe que não se mexe em time que esta ganhando? trocar um 5.0 a diesel por um 6 cilindros a gasolina! eles trocaram a equie boa por amadores? eu não acredito que a ford estragou ela com esta porcaria de motor 😦