Clique e assine por apenas 8,90/mês

GM assume erro com recall nos Estados Unidos

CEO da montadora, Mary Barra, explicou situação da empresa aos funcionários.

Por Redação - Atualizado em 9 nov 2016, 13h31 - Publicado em 17 mar 2014, 19h51
mercado

O processo para identificação de falhas nos carros e consequente recall da General Motors, nos Estados Unidos, falhou, afirmou a presidente executiva, Mary Barra, nesta segunda-feira, em um vídeo para os funcionários da maior montadora do País. O problema relacionado ao sistema de ignição de alguns modelos já causou 12 mortes confirmadas e gerou mudanças internas na companhia.

“Infelizmente algo deu errado em nosso processo neste estágio e coisas terríveis aconteceram”, explicou Barra aos funcionários da GM em um vídeo publicado na internet, acrescentando informações após já ter pedido desculpas ao público pelo erro da empresa em identificar e corrigir os problemas com maior antecedência.

Na busca para que este tipo de erro não se repita, Barra afirmou que o processo utilizado seria alterado e, como resultado, já anunciou três recalls que podem afetar mais de 1.5 milhão de veículos nos Estados Unidos. O problema com a ignição dos carros da GM e seu tardio recall resultou em investigação civil e criminal, além de um inquérito interno na empresa e audiência no Congresso, já que a demora em reconhecer e resolver o problema ainda levanta muitos questionamentos.

Publicidade