Clique e assine por apenas 8,90/mês

Funcionários de folga transformam Toyota RAV4 em bizarra limusine

Veículo é estudo de engenharia e foi feito durante horários livres de trabalhadores japoneses da fábrica onde SUV é feito

Por Igor Macário - Atualizado em 29 jul 2020, 00h06 - Publicado em 29 jul 2020, 07h00
Divulgação/Toyota

Limusines geralmente são feitas por empresas especializadas em “esticar” a carroceria de automóveis comuns e transformá-los nesses veículos tão peculiares.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Raros são os casos e limusines feitas pelas próprias fabricantes, mas é justamente como este Toyota RAV4 pra lá de diferente foi construído.

Continua após a publicidade

O RAV4 das não tem envolvimento da Toyota em si, mas é fruto do trabalho de um grupo de 200 empregados da fábrica da marca em Takaoka, no Japão. Eles usaram o tempo livre durante os turnos para trabalhar na criação única.

A limusine pode ser vista como um exercício para que os empregados pudessem melhorar suas habilidades técnicas. O monobloco do RAV4 foi alongado em 80 centímetros na parte central do SUV.

Frente e traseira são iguais às do modelo convencional, e todo o trabalho extra está na parte central. O desafio foi manter a integridade estrutural da carroceria esticada. Para tanto, várias chapas de metal de diferentes formatos, espessuras e composições foram adicionadas.

Continua após a publicidade

O trabalho foi feito todo manualmente, tanto que a seção extra parece deslocada do restante do carro. O teto chega a ter uma ondulação sobre o espaço extra. A linha de cintura também “flutua”, já que a precisão absoluta não era o objetivo do trabalho na limusine.

Por dentro, os funcionários aplicaram um revestimento quadriculado no painel, mas não há assentos extras. Todo o espaço a mais é destinado ao banco traseiro, e há uma mesa próxima ao piso.

Claramente, não há intenção da Toyota de produzir um RAV4 limusine em série.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Arte/Quatro Rodas
Publicidade