Clique e assine por apenas 5,90/mês

Ford Maverick: esse é o nome da picape rival da Toro que chega em 2021

Flagra da porta da caçamba da picape intermediária da Ford confirma o nome Maver

Por Isadora Carvalho - Atualizado em 22 jul 2020, 16h51 - Publicado em 22 jul 2020, 07h00
O flagra da tampa da caçamba confirma o nome Maverick para a picape intermediária da Ford Motor 1/Internet

O flagra de uma tampa de caçamba com a inscrição Maverick parece ter acabado com o segredo da Ford.

Enquanto ainda não tínhamos a confirmação do nome de batismo da picape rival da Toro considerou-se o nome Courier, em menção a picape de entrada da marca e o nome Maverick chegou a ser aventado para o Bronco Sport. Mas agora não restam mais dúvidas: o novo Ford Maverick será uma picape.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

A Ford confirma que terá uma estreia importante 2021, e será em uma categoria que onde não participa, mas não confirma o nome Maverick. Consultada, a fabricante preferiu não comentar sobre o nome oficial e essa confirmação só deve ser feita no ano que vem.

O desenho em CAD foi recebido pelo canal The Fast Lane Truck The Fast Lane Truck/Internet

Ela será fabricada no México e já foi avistada em testes, ainda bastante camuflada. A picape em sua versão final deve misturar elementos tanto do Bronco Sport quanto da nova Ranger.

Continua após a publicidade
Projeção mostra picape com grade cromada igual ao do Ford Bronco Projeção/MotorTrend/Reprodução

A Maverick será construída sobre a arquitetura modular C2, utilizada não só pelo SUV como também pela nova geração Focus. Será uma picape com porte e proposta semelhante à da Fiat Toro, com construção monobloco e cabine dupla.

Outra informação que circula na internet é de que a picape herdará os motores do Bronco Sport.

Projeção do site Motor Trend mostra picape com caçamba alta Projeção/MotorTrend/Reprodução

Contará com o 1.5 turbo de três cilindros nas versões de entrada, com 184 cv e 26,3 kgfm de torque, e o 2.0 turbo de quatro cilindros com rendimento de 248 cv e 38 kgfm. A transmissão deve ser automática de 8 marchas. Não há informações sobre uma versão diesel, mas o uso do 2.0 EcoBlue do Focus europeu pode ser uma opção.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade