Clique e assine por apenas 5,90/mês

Fiat Weekend e Doblò deixaram de ser produzidos

A perua está à venda desde 1997. Providência da marca abre espaço na linha de montagem e ajuda a reduzir a idade média dos modelos da marca

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 9 jan 2018, 15h29 - Publicado em 21 dez 2017, 16h43
FiaT doblo
Vendido no Brasil desde 2001, Doblò se despede das linhas de produção Divulgação/Fiat

A idade média dos carros da Fiat vai subir com o fim da produção de dois modelos veteranos. De acordo com o site Autopapo, a Weekend (ou Palio Weekend, como queira) teve sua produção encerrada na fábrica de Betim (MG).

Já de acordo com o site Autos Segredos, o Doblò também não sairá mais da fábrica mineira.

O Doblò teve sua produção iniciada em 2000 na Turquia e passou a ser feito no Brasil em 2001. Desde então, só teve grandes mudanças em 2009, quando sofreu um facelift ao mesmo tempo que o modelo ganhava uma segunda geração na Europa.

Sua versão de carga deixou de ser produzida no final de 2016, ao mesmo tempo que abandonava o motor 1.4 Fire de 86 cv.

FiaT doblo
Interior do Doblò revela a idade do projeto Fiat/Divulgação

A despeito do projeto antigo e simples para os dias atuais, um Fiat Doblò custa hoje mais caro do que um Jeep Renegade. Pede-se R$ 82 mil (R$83.500 com sete lugares) pela versão Essence com motor 1.8 16V E-Torq de 132 cv, quando um Renegade Custom com motor 1.8 16V E-Torq EVO de 139 cv parte dos R$ 74.490 e é bem mais equipado.

Um Doblò Adventure, por sua vez, está tabelado em indecorosos R$ 90.900. Com esse dinheiro é possível comprar qualquer SUV compacto à venda no Brasil. Não à toa, apenas 604 unidades foram emplacadas de janeiro a novembro.

FiaT doblo
Versão Adventure custa R$ 90.900 Divulgação/Fiat

A Fiat Weekend é outra com preços injustificáveis. Lançada em 1997, a perua derivada do Palio completou 20 anos em março e chegou a ter linha 2018 anunciada pela Fiat. Mas, pelo visto, os carros não passaram do ano/modelo 2017/2018.

Fiat Weekend Attractive
Aos 20 anos de vida, Weekend se despede das linhas de produção Divulgação/Fiat

A perua sofreu três reestilizações ao longo de sua vida no mercado brasileiro. Mas isso não a impediu de sair de linha como um dos poucos modelos à venda no País sem ar-condicionado de série.

Continua após a publicidade

O pior de tudo: a versão de entrada, Attractive 1.4, parte dos R$ 60.390. Mais de R$ 60 mil por um carro que só tem direção hidráulica, coluna de direção com regulagem de altura, vidros elétricos nas portas dianteiras, travamento central das portas, computador de bordo e rádio CD Player com reprodução de arquivos nos formatos MP3 e WMA, entrada USB e Bluetooth, além do prosaico motor 1.4 Fire EVO de 88 cv.

Fiat palio weekend
O Palio Weekend inaugurou a moda dos aventureiros urbanos, em 1999 Divulgação/Fiat

A lista de opcionais inclui ar-condicionado (R$ 4.311), desembaçador com ar quente (R$ 640) e o kit Creative (R$ 4.849), composto por vidros traseiros elétricos, retrovisores elétricos, banco traseiro bipartido, volante revestido em couro com comandos de som e rodas de liga leve de 14 polegadas. Se o cliente acrescentar pintura metálica (R$ 1.790), a conta sobe para R$ 71.340.

Fiat palio weekend
Primeira reestilização foi feita na linha 2001 Divulgação/Fiat

Outra opção seria levar a Weekend Adventure, de R$ 75.990, com motor 1.8 E.TorQ de 132 cv. Como deixou de oferecer a transmissão automatizada Dualogic, os opcionais disponíveis são o sistema de bloqueio de diferencial Locker (R$ 2.912) e a pintura metálica (R$ 1.790).

Fiat palio weekend
Segunda reestilização foi feita na linha 2005 Divulgação/Fiat

Com o fim da Fiat Weekend resta apenas uma perua compacta à venda no Brasil, Volkswagen Spacefox. Mas também já está pelas últimas: perdeu versões há poucos meses e hoje é vendida apenas na configuração Trendline por R$ 60.290 – com ar-condicionado, diga-se.

Uma curiosidade: a Weekend teve 3.278 unidades emplacadas até novembro, contra 1.513 da SpaceFox. 

FiaT weekend adventure

Versão Adventure durou até o fim da produção: custa R$ 75.990Já os órfãos do Doblò não têm muita opção: o Chevrolet Spin é o único carro de sete lugares por menos de R$ 100 mil à venda hoje — custa a partir de R$ 70.990.

Com a saída dos dois, a idade média dos projetos da Fiat cai de oito anos para cinco anos e meio. O título de modelo mais longevo da linha passa a ser da picape Strada, que completará 20 anos em 2018.

Após a publicação, a Fiat informou que a Palio Weekend e o Doblò seguem em produção e que sua meta é vender 5 mil unidades dos dois modelos em 2018. 

Continua após a publicidade
Publicidade