Clique e assine por apenas 8,90/mês

Ex-CEO da Lotus pede indenização de US$ 10,6 milhões

Dany Bahar foi demitido em maio

Por Rodrigo Furlan - Atualizado em 9 nov 2016, 12h01 - Publicado em 28 ago 2012, 12h00
fabricantes

Segue o imbróglio entre a Lotus, Grupo DRB-Hicom, que detém o controle da marca, e o ex-CEO Dany Bahar. Agora, o antigo funcionário pede na Justiça uma indenização de US$ 10,6 milhões dos antigos patrões.

A alegação é de que a demissão de Bahar, ocorrida em maio deste ano, violou as leis. À época, Lotus e DRB-Hicom extinguiram o contrato do então CEO afirmando que Bahar havia desviado dinheiro da companhia para fins pessoais.

Tanto Lotus quanto DRB-Hicom confirmaram que não irão apenas se defender legalmente, mas também processarão Dany Bahar.

Publicidade