Ex-CEO da Lotus pede indenização de US$ 10,6 milhões

Dany Bahar foi demitido em maio

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

Segue o imbróglio entre a Lotus, Grupo DRB-Hicom, que detém o controle da marca, e o ex-CEO Dany Bahar. Agora, o antigo funcionário pede na Justiça uma indenização de US$ 10,6 milhões dos antigos patrões.

A alegação é de que a demissão de Bahar, ocorrida em maio deste ano, violou as leis. À época, Lotus e DRB-Hicom extinguiram o contrato do então CEO afirmando que Bahar havia desviado dinheiro da companhia para fins pessoais.

Tanto Lotus quanto DRB-Hicom confirmaram que não irão apenas se defender legalmente, mas também processarão Dany Bahar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s