Estão usando o autopilot da Tesla para fazer sexo com carro em movimento

Atores pornô gravaram vídeo imprudente a bordo do sedã semi-autônomo Model S e cometeram uma série de irregularidades de trânsito

Vídeo de imprudência foi feito em primeira pessoa

Vídeo de imprudência foi feito em primeira pessoa (Reprodução/Internet)

A Tesla penetrou em um segmento inédito ao habilitar o modo de condução semi-autônomo remotamente em todos os seus veículos.

Isso permitiu que seus clientes fizessem as mais diferentes peripécias, incluindo sair do banco do motorista e deixar o carro dirigindo de forma automática.

Mas a atriz de filmes adultos Taylor Jackson gozou dos recursos de um Model S de outra maneira.

Isso que é sexo sem proteção: a passageira estava sem o cinto, sobre o motorista e de costas para o painel

Isso que é sexo sem proteção: a passageira estava sem o cinto, sobre o motorista e de costas para o painel (Reprodução/Internet)

Jackson gravou um vídeo no qual faz sexo com o motorista do veículo enquanto ele circula de maneira automática por uma via pública.

Naturalmente, isso envolve uma lista de infrações tão longa quanto a ferramenta de trabalho do colega de Jackson.

Uma delas: dirigir sem as duas mãos no volante, que no Brasil é considerada infração média e rende quatro pontos na CNH, além de multa R$ 130,16. Outra: passageiro trafegando sem cinto – grave; cinco pontos; R$ 195,23. Quer mais uma? Dirigir sem atenção (leve; três pontos; R$ 88,38.

Vale uma ressalva: conduzir nu não é considerado infração de trânsito, embora seja caracterizado como atentado ao pudor.

Tesla Model 3 Uma das virtudes da Tesla era seu sistema de condução semi-autônoma com menos restrições

Uma das virtudes da Tesla era seu sistema de condução semi-autônoma com menos restrições (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

Seja como for, a imprudência viralizou, fazendo com que o vídeo fosse o mais visualizado em diversos sites adultos.

Como QUATRO RODAS é uma mídia permitida para menores de 18 anos, não publicaremos o tal vídeo. Também não vamos dizer que ele é facilmente encontrável em qualquer site de busca ao procurar por termos “Taylor Jackson” e “Tesla”.

Aproveitamos para reforçar que é proibido dirigir exercendo qualquer atividade que possa distrair o motorista, incluindo falar ao celular, praticar o onanismo e, claro, fazer sexo com outra pessoa.

Curiosidade: com o lançamento do SUV Y, os modelos da Tesla agora são S3XY. Talvez isso tenha influenciado Jackson, mas é apenas uma hipótese não confirmada.

Caso tenha ficado curioso, eis um vídeo de outras coisas seguras para o trabalho (mas não para o trânsito) que podem ser feitas em um Tesla com os assistentes de condução:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Alexander Luiz Vestewig

    Oloco

  2. Daniel Pardo

    Essa reportagem está com mais palavras de duplo sentido do que um episódio da “A Praça é Nossa”.