Clique e assine por apenas 8,90/mês

Elétricos: VW, Audi e Porsche terão rede de recarga ultrarrápida no Brasil

30 primeiras estações de recarga serão instaladas em São Paulo, mas rede também interligará Rio de Janeiro, Vitória, Curitiba e Florianópolis

Por Paulo Campo Grande e Henrique Rodriguez - 22 out 2019, 13h00
A melhor e praticamente única forma de carregar o e-tron são em estações rápidas Divulgação/Audi

A EDP, em parceria com Audi, Porsche e Volkswagen, anunciou a instalação dos primeiros 30 pontos de recarga ultrarrápida para veículos elétricos que cobrirão todo o estado de São Paulo. A iniciativa também envolve as empresas ABB, Electric Mobility Brasil e Siemens, que serão fornecedoras da tecnologia de carregamento que será utilizada.

Esta rede de recarga vai de encontro com os planos das três fabricantes no Brasil. A Volkswagen lança no início de novembro o Golf GTE, versão híbrida com desempenho semelhante ao do Golf GTI, mas com motor elétrico e conjunto de baterias que pode ser recarregado em tomadas. Já a Audi lança em maio do ano que vem o E-Tron, um SUV elétrico com autonomia de até 400 km e preço na casa dos R$ 500.000.

Golf GTE será lançado no Brasil no início de novembro Divulgação/Volkswagen

A Porsche, por sua vez, já vende no Brasil versões híbridas plug-in de Panamera e Cayenne, e trará ao Brasil no segundo semestre de 2020 o Taycan, seu primeiro esportivo elétrico. Ele tem até 761 cv de potência, chega aos 100 km/h em apenas 2,8 segundos e poderá ser mais barato que o Panamera no Brasil.

Para os Porsche Taycan e Audi E-Tron a melhor notícia é que todos os postos terão recarga ultrarrápida. 29 deles serão de 150 kW, capaz de repor 80% da carga do E-Tron em 30 minutos e um terá 350 kW, que repõe 80% da carga do Taycan em 22,5 minutos. Os mesmos pontos de recarga ainda terão estações semirrápidas, de 22 kW, adequada ao Golf GTE.

Continua após a publicidade
Recarga do Taycan em um posto de 11 kW leva 9h. Em um de 350 kW recupera 80 em 22,5 min Divulgação/Porsche

As estações de recarga em rodovias estarão posicionadas a uma distância máxima de 150 km nas seguintes vias paulistas: Régis Bittencourt, Washington Luís, Rodoanel Mário Covas, Tamoios, Carvalho Pinto, Imigrantes e Dom Pedro.

A implementação dos postos de recarga começa ainda em 2019 e as primeiras inaugurações ocorrerão em 2020. A intenção da EDP é estender a rede de recarga para Rio de Janeiro, Vitória, Curitiba e Florianópolis com mais 34 pontos de recarga até 2023, formando um corredor de abastecimento de veículos elétricos de 2.500 km. O investimento total será de R$ 32,9 milhões.

Audi e-tron chega ao Brasil em maio de 2020 Divulgação/Audi
Publicidade