Clique e assine por apenas 5,90/mês

Elétrico de 2.000 cv, Lotus Evija chega em 2021 e tem detalhes revelados

Evija chegará às ruas em meados de 2021 com até 2.000 cv e tração integral. Cada unidade custará mais de US$ 2 milhões

Por Igor Macário - Atualizado em 25 set 2020, 01h08 - Publicado em 25 set 2020, 07h00
Evija tem quatro modos de condução e 2.000 cv Lotus/Divulgação

A Lotus deu mais detalhes sobre seu primeiro supercarro elétrico, o Evija. O modelo aparceu num vídeo divulgado pela empresa, onde algumas funcionalidades do esportvo de nada menos que 2.000 cv são reveladas.

Depois de romper com a Williams, que seria responsável pela produção de vários componentes, o modelo será feito totalmente pela Lotus. A mudança nos planos, no entanto, atrasou as entregas do modelo em cinco meses. Agora, os primeiros Evija devem chegar às ruas em meados de 2021.

Superesportivo tem aerodinâmica ativa Lotus/Divulgação

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 8.90

Além dos 2.000 cv, o Evija terá ainda 173,3 kgfm de torque entregues às quatro rodas e autonomia para rodar cerca de 400 quilômetros. Serão apenas 130 unidades produzidas a e vendidas por mais de US$ 2 milhões.

São quatro modos de condução, que alteram bastante o comportamento do carro. No modo Range, a potência é limitada a “apenas” 1.000 cv e a tração fica sempre nas rodas traseiras. Segundo a Lotus, o modo permite melhor controle da potência e deixa o carro mais manejável em percursos urbanos.

Modelo foi apresentado por Gavan Kershaw, diretor de veículos da marca Lotus/Divulgação

O modo Tour libera até 1.400 cv e a tração integral com vetorização de torque, para uma pegada mais “encorpada” do Evija. Já o modo Sport deixa as coisas mais “sérias”, com 1.700 cv. Força total, de 2.000 cv, apenas no modo Track, onde entra em ação também o sistema de aerodinâmica ativa do modelo. Nele, o modelo deverá atingir a velocidade máxima, superior a 320 km/h.

Segundo a Lotus, o Evija também se beneficia das baterias montadas atrás dos bancos, que melhora a distribuição de peso e evoca o espírito das Lotus tradicionais com motor a gasolina.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Quatro Rodas

Quatro Rodas 737 60 anos
Clique e Assine
Continua após a publicidade
Publicidade