Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Eles não gastam (quase) nada para rodar com seus carros elétricos

Donos de carros elétricos que instalaram painéis solares em casa economizam milhares de reais por mês e se tornaram autossuficientes em energia

Por Isadora Carvalho Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
11 Maio 2024, 07h00

Gastos com combustível são uma grande preocupação de todo dono de carro – e pode ser um pesadelo se o motor for V8 ou V6. Mas há quem não gaste nada para rodar e pode abastecer em casa mesmo. Só é preciso abrir mão dos motores a combustão. 

A autossuficiência é possível e, na verdade, uma realidade para quem tem carro elétrico e painéis solares em casa. É o caso da engenheira civil Tuca Guidon, 68 anos, que foi pioneira nisso na região onde mora, Jarinu, no interior de São Paulo.

“Em 2021 resolvi investir R$ 51.000 para instalar 20 placas solares no telhado da minha casa, pois moro em uma fazenda e o consumo de energia era muito alto. O valor da conta de luz era de R$ 1.000”, lembra Tuca. Após a instalação, a fazendeira zerou a conta e ainda fica com crédito na companhia de energia.

Continua após a publicidade

“Com essa sobra de energia, decidi que tinha que ter um carro elétrico, afinal, eu também gastava R$ 1.000 mensais com combustível para meu Jeep Renegade 1.8, rodando cerca de 2.000 km com viagens semanais para São Paulo, a 100 km de distância”, diz Tuca. 

Após três meses da instalação dos painéis, Tuca adquiriu um JAC iEV20 2021 por R$ 150.000. “Confesso que comprei por puro impulso e em 2021 não tinham tantas opções de carros elétricos no Brasil, não tive a assistência que esperava para entender todo o sistema de recarga.”

Exatamente pela falta de assistência da marca os módulos da bateria do carro foram queimados após um pico de tensão da rede.

Continua após a publicidade
JAC IEV20
Recarga é direto na tomada com corrente de 20 amperes (Mariah Foto/Reprodução)

“Ninguém me orientou a desligar o carro da tomada quando eu ficasse sem luz. Uma vez, quando a energia voltou com potência mais alta, o carro não ligava mais”, afirma. A bateria foi trocada em garantia e a partir daí a engenheira começou a viver uma verdadeira “lua de mel” com a mobilidade elétrica.

“A primeira revisão custou só R$ 50, enquanto eu pagava R$ 5.000 na revisão de 60.000 km do Renegade. E eu nem adquiri o wallbox, carrego em uma tomada de 20A e em cerca de 15 horas completo a bateria de 40% a 100%.”

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

É um tempo de recarga longo para voltar a ter uma autonomia ao redor dos 390 km, mas adequado à rotina da fazendeira, que rodou 21.000 km com o seu iEV20 até hoje sem ter gasto nem um real em combustível ou mesmo em recargas, uma economia de cerca de R$ 10.000 só em abastecimento.

“A minha convivência com o carro é ótima graças ao torque instantâneo e só me incomoda de ser baixo e a suspensão não ser preparada para buracos”, conta. 

Continua após a publicidade

Gastava R$ 2.000 por mês e agora não gasto nada

O empresário Alexandre Crispim, 50 anos, comemora um mês com o seu primeiro carro elétrico, um BYD Dolphin Plus 2024. E a felicidade não é graças a empolgação natural com a chegada de um carro novo, mas principalmente pela economia de R$ 2.000 no mês.

Dolphin Plus 3

Explico. Crispim mora em Pinhais (PR) e decidiu instalar 12 painéis solares no telhado de sua casa em 2019 e recuperou o investimento de R$ 30.000 após três anos e meio da instalação.

Continua após a publicidade

“Gastava R$ 800 mensais de energia para minha casa e empresa e atualmente gasto apenas R$ 160 (de taxa mínima). Diante dessa economia, resolvi trocar o meu Peugeot 207 SW 2017 por um carro elétrico e acabei optando pelo BYD Dolphin Plus”, conta Crispim. 

O empresário roda 120 km por dia e seu gasto mensal com etanol era de R$ 2.000. Pelo menos, após um mês com o BYD Dolphin Plus, não houve nenhum gasto com abastecimento no dia a dia.

“A cereja do bolo na minha convivência com o carro foi conseguir fazer a viagem de Curitiba (PR) até São Paulo (SP) com distância de 415 km e gastar só R$ 85,00 com dois abastecimentos em carregadores públicos”. 

Dolphin Plus personagem
Dolphin Plus de Alexandre já está com mais de 2.000 km rodados (Reprodução/Acervo pessoal)

“Eu ganhei o wallbox da marca, que foi instalado em uma semana em casa e as recargas nem chegaram a mudar o meu consumo de energia, além disso as revisões do Dolphin serão gratuitas nos próximos cinco anos”, comemora Crispim. 

L200 personagem
Crispim tem uma Mitsubishi L200 preparada para encarar trilhas off-road (Reprodução/Acervo pessoal)

Crispim confessa que ficou tão encantado pela mobilidade elétrica que pretende substituir a sua Mitsubishi L200 3.5 V6 biturbo por uma BYD Shark, uma picape híbrida que deve ser lançada em agosto no Brasil.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.