E-Pace chega para ser o Jaguar mais barato do Brasil

SUV compacto começa a ser vendido por R$ 195.400 com motor 2.0 turbo de 250 cv e tração integral

Todas as versões do E-Pace no Brasil terão faróis em LEDs

Todas as versões do E-Pace no Brasil terão faróis em LEDs (Divulgação/Jaguar)

Normalmente as fabricantes fazem questão de divulgar o preço da versão mais barata de seus carros, mesmo que seja uma pacote de equipamentos que terá pouquíssima demanda (como o Honda HR-V LX manual).

A Jaguar, porém, optou por destacar o preço da versão intermediária do E-Pace, que começou a ser vendido no Brasil esta semana por R$ 222.300*.

O asterisco no valor tem justificativa: esse é o preço da versão P250, a mais barata à pronta-entrega do E-Pace.

No entanto, o menor SUV da Jaguar dispõe de uma versão mais em conta, por R$ 195.400, vendida por encomenda.

Considerando somente os pacotes disponíveis à pronta-entrega, o E-Pace será vendido no Brasil em quatro versões:
2.0 P250 – R$ 222.300
R-Dynamic S P250 – R$ 246.750
First Edition P250 – R$ 275.900
R-Dynamic SE P300 – R$ 278.080

As lanternas horizontais bipartidas remetem ao F-Type

As lanternas horizontais bipartidas remetem ao F-Type (Divulgação/Jaguar)

Com esse valor, o E-Pace passa a ser o Jaguar mais em conta do país, superando o XE P200 (R$ 215.520).

Assim como o sedã, o E-Pace usa o novo motor 2.0 turbo da família Ingenium, calibrado para duas potências: 250 cv e 300 cv, sempre com câmbio automático de nove marchas e tração integral.

Todos os E-Pace possuem tração integral, mas poucos motoristas devem ir além da estrada de terra batida

Todos os E-Pace possuem tração integral, mas poucos motoristas devem ir além da estrada de terra batida (Divulgação/Jaguar)

QUATRO RODAS teve a oportunidade de acelerar brevemente as duas versões de motorizações em um trajeto off-road e na pista de corrida da Fazenda Capuava, em Indaiatuba (SP).

A suspensão independente nas quatro rodas é ajustável na versão P300

A suspensão independente nas quatro rodas é ajustável na versão P300 (Divulgação/Jaguar)

A pista de terra com buracos profundos e rampas íngremes servia para destacar o lado Land Rover do E-Pace.

Mas no entanto, como a própria marca faz questão de destacar, o negócio do E-Pace é o asfalto.

As rodas disponíveis para o E-Pace no Brasil vão de 17″ até 20″

As rodas disponíveis para o E-Pace no Brasil vão de 17″ até 20″ (Divulgação/Jaguar)

Mesmo com suspensão mais macia, o E-Pace P250 responde rápido aos movimentos, e tão logo a carroceria se apoie nos pneus externos em uma curva rápida, o SUV de generosos 1.832 kg consegue alterar sua trajetória até o limite de aderência dos pneus Pirelli PZero 245/55 R19 que equipavam a unidade avaliada.

Câmeras no para-brisas fazem a leitura das faixas na estrada e detectam a iminência de uma colisão

Câmeras no para-brisas fazem a leitura das faixas na estrada e detectam a iminência de uma colisão (Divulgação/Jaguar)

No modo de condução dinâmico, o ESC permite que o E-Pace apresente um leve sobreesterço nas saídas de curva, suficiente para que o motorista consiga apontar o carro rapidamente para onde deseja.

Esse recurso é comum em esportivos e modelos menores, mas pouco usual entre os SUVs, que possuem centro de gravidade elevada.

Aplicação transversão do motor 2.0 turbo permitiu a adoção do câmbio automático de nove marchas da ZF

Aplicação transversão do motor 2.0 turbo permitiu a adoção do câmbio automático de nove marchas da ZF (Divulgação/Jaguar)

Mas o E-Pace mais adequado para quem gosta de uma tocada rápida é o P300. Custando apenas R$ 2.180 a mais do que o cobrado pela versão P250 First Edition, o pacote se destaca pela lista de equipamentos e pelo conjunto mecânico.

O easter egg na base do vidro dá a dica: o E-Pace é “filhote” do F-Pace

O easter egg na base do vidro dá a dica: o E-Pace é “filhote” do F-Pace (Divulgação/Jaguar)

Além dos 300 cv e 40,8 mkgf, o modelo conta com suspensão ajustável, pneus mais largos (255/50 R20) e desempenho à altura de seu preço: segundo a Jaguar, o E-Pace P300 acelera de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos, com velocidade máxima de 243 km/h.

A diferença para o P250 (7 s e 230 km/h) é tímida no papel, mas surpreendente no uso real.

Aconchego luxuoso

A cabine é bem acabada, com materiais emborrachados e costuras aparentes cuja cor pode ser escolhida pelo cliente

A cabine é bem acabada, com materiais emborrachados e costuras aparentes cuja cor pode ser escolhida pelo cliente (Divulgação/Jaguar)

Em todas as versões o acabamento do E-Pace é ótimo, com materiais emborrachados e plástico de qualidade aparente elevada, além do couro em bancos, volante e partes do painel.

O quadro de instrumentos digital é oferecido a partir da versão P250, de R$ 222.300

O quadro de instrumentos digital é oferecido a partir da versão P250, de R$ 222.300 (Divulgação/Jaguar)

Há oito airbags, sensores de estacionamento (frontal e traseiro), botão de partida e faróis em LEDs em todas as versões.

Itens como chave presencial, quadro de instrumentos digital e HUD podem equipar os pacotes mais caros.

O E-Pace é o primeiro modelo da JLR no Brasil a oferecer a chave presencial com novo design

O E-Pace é o primeiro modelo da JLR no Brasil a oferecer a chave presencial com novo design (Divulgação/Jaguar)

Os 2,68 m de entre-eixos permitem uma cabine adequada para quatro adultos; se o motorista for muito alto, porém, pouco sobrará de espaço para o passageiro imediatamente atrás.

O ar-condicionado de duas zonas conta com difusor para o banco traseiro. As versões vendidas no Brasil dispõe, no mesmo console, de três entradas USB

O ar-condicionado de duas zonas conta com difusor para o banco traseiro. As versões vendidas no Brasil dispõe, no mesmo console, de três entradas USB (Divulgação/Jaguar)

Apesar da linha de cintura alta, a maior área envidraçada torna o E-Pace mais agradável de se guiar, ainda que sua visibilidade traseira seja quase tão restrita quanto o irmão Evoque.

Projeção nos retrovisores repete desenho dos jaguares da borda do vidro

Projeção nos retrovisores repete desenho dos jaguares da borda do vidro (Divulgação/Jaguar)

O túnel central elevado limita o passeio de um quinto adulto a viagens curtas, mas há cinco entradas USB disponíveis, sendo três para a segunda fileira (que conta também com saídas de ar-condicionado).

O porta-malas comporta bons 577 litros, mas o tampão do porta-malas manual, como no Renault Duster, não tem o requinte que se espera neste segmento.

Com muitos acertos e poucos detalhes que podem incomodar, o E-Pace tem potencial para não só acompanhar o sucesso de F-Pace e Evoque, mas também para ser o Jaguar mais vendido do Brasil.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s