Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como o Peugeot 208 se tornou o terceiro carro mais vendido em julho

Com 770 carros emplacados nos dois primeiros dias úteis chamam atenção, mas foi fácil descobrir o destino delas

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 5 jul 2021, 10h25 - Publicado em 5 jul 2021, 10h19
208
Fernando Pires/Quatro Rodas

A pandemia da covid-19 fez, ainda que indiretamente, o ranking dos carros mais vendidos do Brasil ficar movimentado. Mudanças no perfil do consumidor, no foco dos fabricantes e a falta de componentes eletrônicos são alguns dos responsáveis.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Julho mal começou e nos dois primeiros dias úteis o Peugeot 208 despontou como o terceiro carro mais emplacado do Brasil, com 770 unidades registradas – mais que em todo mês de fevereiro. Só ficou atrás do Fiat Argo, com 1.055, e da Fiat Strada, com 851 unidades.

  • Mas como o Peugeot 208, que só agora teve seus preços reduzidos substancialmente (caíram até R$ 9.000), despontou tão rápido nas vendas?

    208
    Fernando Pires/Quatro Rodas

    Descobrir não foi difícil. Dos 770 carros emplacados em todo o Brasil, 709 foram registrados em Minas Gerais. E destes 709 carros, 707 foram emplacados em Belo Horizonte. O Argo teve 722 unidades emplacadas em Minas Gerais, sendo 699 em Belo Horizonte.

    Efeito Stellantis

    O motivo já está claro: esse grande lote de Peugeot 208 foi emplacado para locadora. E, pelo visto, os emplacamentos dessa compra começaram ainda em junho, quando o hatch compacto bateu seu recorde de emplacamentos mensais com 1.738 unidades contra 1.141 carros em maio.

    Continua após a publicidade
    208
    Fernando Pires/Quatro Rodas

    As vendas diretas do 208 evoluíram junto com os emplacamentos. 1.346, ou 77,5% dos Peugeot 208 emplacados em junho, foram frutos de vendas diretas. Essa participação vem aumentando desde fevereiro. Vale lembrar que a Peugeot também chegou a trabalhar uma modalidade de vendas diretas online.

    Participação das vendas diretas nos emplacamentos do Peugeot 208 em 2021:

    Mês Total Vendas diretas Participação V.D.
    Janeiro 778 578 74,3%
    Fevereiro 628 323 51,4%
    Março 778 411 52,8%
    Abril 991 565 57%
    Maio 1.141 666 58,4%
    Junho 1.738 1.346 77,5%

    Essa disposição para vender a grandes frotistas já poderia ser resultado da gestão Stellantis, grupo formado da fusão entre a FCA Fiat Chrysler e a PSA Peugeot Citroën.

    O lado FCA sempre trabalhou mais as vendas diretas e vem se apoiando nesta modalidade de venda para sustentar a produção e, consequentemente, os emplacamentos, durante a pandemia. Esse bom desempenho ainda foi catalisado pela decisão de outros fabricantes reduzirem suas vendas a grandes frotistas em nome da lucratividade.

    208
    Painel mantem o conceito i-cockpit Fernando Pires/Quatro Rodas

    Sete dos 10 carros mais vendidos por venda direta de janeiro a junho são do Grupo Stellantis.

    Os 10 carros mais vendidos por vendas diretas no primeiro semestre de 2021:

    Fiat Strada 47.405
    Jeep Renegade 30.439
    VW Gol 25.229
    Jeep Compass 24.798
    Fiat Mobi 21.223
    Fiat Toro 16.071
    Fiat Argo 15.225
    VW T-Cross 15.111
    Fiat Uno 14.887
    10/ VW Saveiro 14.224

    Ao mesmo tempo, grandes locadoras não conseguiram renovar suas respectivas frotas por falta de carros. Não só por paralização da produção por conta da pandemia, mas principalmente pela falta de componentes eletrônicos e insumos. Aparentemente, a Stellantis vem conseguindo driblar isso. Mas um grande lote de Peugeot 208 não é grande o suficiente diante do tamanho de uma frota de locadoras.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Capa de QUATRO RODAS 746

    Continua após a publicidade
    Publicidade