Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Como a GM quer se inspirar no Brasil para crescer no mundo

Chevrolet, principal marca da montadora, está prestes a ganhar novo comando e unificar as estratégias globais da marca

Por Daniela Barbosa, de Exame.com Atualizado em 9 nov 2016, 12h30 - Publicado em 24 jun 2013, 16h44
fabricantes

A General Motors deve anunciar, nesta semana, Alan Batey como novo chefe de suas operações globais para a marca Chevrolet e entre as missões do executivo, está a unificação da estratégia da montadora para os 140 países onde ela está presente.

O Brasil pode servir de inspiração para este novo momento da companhia. Isso porque, uma das apostas da Chevrolet é a investida em veículos de pequeno porte, como o Celta e agora o Onix vendidos por aqui. Nos Estados Unidos a marca é famosa pelas suas picapes, mas vem perdendo mercado em seu principal mercado.

A Chevrolet é a principal marca da General Motors e responde por cerca de 70% das vendas gerais da montadora americana, mas vem perdendo espaços no mercado americano. O market share da companhia caiu dois pontos percentuais nos últimos seis meses por lá, totalizando 12,8% em maio.

No Brasil, no último ano, a companhia conseguiu vender mais de 640.000 unidades, volume 1,6% maior na comparação com o ano anterior. No país, a Chevrolet até maio tinha 17,7% de participação e figura como a terceira maior do setor aqui.

Carros para família

Em recente entrevista ao Wall Street Jounal, Batey afirmou que a Chevrolet quer passar a desenvolver carros para as famílias. “Se voltarmos no tempo e olharmos para o no nosso melhor, esse tempo foi quando a Chevrolet desenvolveu produtos que mexiam com o emocional das pessoas”, disse o executivo ao jornal americano.

O grande desafio de Batey é tentar, no entanto, agradar mercados tão diferentes com a sua estratégia de unificação “Costumávamos operar regionalmente em cada país ou local fazendo suas próprias coisas. Isso acabou. A partir de agora, vamos operar como sendo um só”, afirmou o executivo ao WSJ.

Além do Brasil, a China também deve colaborar com o novo estilo da Chevrolet a partir de agora. Por lá, o modelo de maior sucesso é o sedan Sail, com mais de 220.000 unidades vendidas no ano passado e outras 60.000 exportadas para países do continente asiático. No Brasil, em 2012, o modelo mais comercializado foi o Celta, com vendas de mais de 137.000 unidades.

Continua após a publicidade

Publicidade