Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Com isenção de impostos, carros elétricos poderão custar até 30% menos

Medida também beneficia os híbridos plug-in e movidos a hidrogênio

Por Isadora Carvalho
Atualizado em 9 nov 2016, 14h44 - Publicado em 28 out 2015, 18h00
mercado

A decisão no início da semana de isentar os impostos de importação para veículos elétricos, híbridos plug-in e movidos a hidrogênio pode acarretar uma redução de até 30% no preço de tabela dos modelos no Brasil. “O imposto de importação é o primeiro tributo que é cobrado, portanto todos os outros impostos incidirão sobre um preço menor”, diz o tributarista João Paulo Muntada.

Por enquanto o único elétrico à venda oficialmente no país é o BMW i3 por R$ 199 950, preço que pode cair para R$ 139 965 – valor bem próximo do BMW X1. Oficialmente, a marca admite que a medida terá impacto em seus preços – mas não dá previsão de quanto, nem quando.

Disponível apenas sob encomenda, o Mitsubishi iMiev poderia sofrer uma redução de R$ 200 000 para R$ 140 000. A resolução também beneficia os híbridos plug-in (com recarga externa). O representante dessa categoria é o Mitsubishi Outlander PHEV, à venda por R$ 198 990. Com a isenção, pode chegar a R$ 139 293.

Os outros elétricos que rodam no Brasil em caráter experimental são o Nissan Leaf (nosso exemplar de Longa Duração foi cedido pela marca) e o Renault Zoe. O Renault Zoe tem preço estimado de R$ 215 000 e apenas com a isenção de importação chegaria a R$ 150 500. Já o Nissan Leaf, com valor estimado em R$ 200 000, cairia para R$ 140 000. O grupo Renault-Nissan não confirma a comercialização oficial dos dois modelos, porém existe a possibilidade de nacionalizá-los. Neste caso, outra mudança de lei poderá beneficiá-los ainda mais.

Continua após a publicidade

Aprovado pela Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal, o Projeto de Lei 174/2014 pretende conceder isenção de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) por 10 anos para os veículos movidos a energia elétrica que sejam produzidos localmente no Brasil – a incidência do IPI hoje é de 55%. “Caso essa lei seja aprovada, o caminho natural é a produção local, o que reduziria ainda mais o preço ao consumidor final”, diz Ricardo Takahira, membro da Comissão Técnica de Veículos Elétricos e Híbridos da SAE Brasil (Sociedade dos Engenheiros da Mobilidade).

Segundo Takahira, a resolução é essencial para que as marcas repensem as suas estratégias de mercado e resolvam comercializar os seus elétricos por aqui.

TABELA DE POSSÍVEIS REDUÇÕES

BMW i3: de R$ 199 950 para R$ 139 965

Continua após a publicidade

Mitsubishi iMiev: de R$ 200 000 para R$ 140 000

Mitsubishi Outlander PHEV: de R$ 198 990 para R$ 139 293

Nissan Leaf: de R$ 200 000 para R$ 140 000

Renault Zoe: R$ 215 000 para R$ 150 500

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.