Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

BMW descarta câmbios automáticos com nove ou dez marchas

Ao mesmo tempo confirma que caixa manual sobreviverá

Por Redação Atualizado em 9 nov 2016, 13h42 - Publicado em 27 Maio 2014, 12h32
fabricantes

A BMW anunciou oficialmente que a marca não está trabalhando em adicionar mais marchas em suas transmissões automáticas. Em entrevista ao Auto Express, o Chefe do Departamento de Carros Pequenos e Médios da montadora, Klaus Frolich, explicou que o benefício de adicionar uma nona ou décima marcha é praticamente zero.

“Esta solução adiciona apenas mais complexidade ao sistema, peso e aumenta os custos de produção, então basicamente não existe qualquer necessidade para termos mais do que oito marchas”, complementa Frolich. “A diferença de eficiência entre caixas com seis ou oito velocidades é de sete até oito por cento e colocar mais não melhoraria este número”, acrescenta.

Ainda durante a entrevista o Chefe da BMW reforçou que opções manuais continuarão sendo oferecidas em modelos padrão ou da divisão M. A companhia está oferecendo uma transmissão manual para a versão do mercado dos Estados Unidos do seu M5, mesmo que o custo de desenvolvimento seja maior e apenas cerca de 10% dos compradores desejem esta opção.

Paralelamente a este assunto o Diretor Executivo da Audi, Rupert Stadler, disse recentemente que motores três cilindros devem se tornar padrão em carros maiores nos próximos dez anos, algo que Frolich não tem certeza que acontecerá tão cedo, embora concorde que irá acontecer, mas apenas quando os consumidores estiverem prontos.

Continua após a publicidade

Publicidade