Clique e assine por apenas 5,90/mês

Melhor Compra 2019: picapes usadas a partir de R$ 25.000

As indicações de QUATRO RODAS na categoria picapes usadas: leves até e acima de R$ 25.000; médias cabine simples e dupla

Por Redação - 2 set 2019, 07h00
Arte/Quatro Rodas

Todos os anos, QUATRO RODAS seleciona as melhores compras de cada segmento para você levar para casa o carro ideal. É o Melhor Compra.

A seguir, as melhores picapes usadas entre R$ 25.000 e R$ 135.000. Eles estão separados em categorias: leves até R$ 25.000; leves acima de R$ 25.000; médias cabine simples até R$ 50.000; médias cabine simples acima de R$ 50.000; médias cabine dupla até R$ 80.000; médias cabine dupla acima de R$ 80.000.

Consideramos custos de peças, seguro e revisões:

Picapes leves até R$ 25.000

1 – VW Saveiro 1.6 Mi 2015 – R$ 25.000

Acervo/Quatro Rodas

Robusta e confiável, ela tem boa capacidade de carga (712 kg) e motor 1.6 de 104 cv. O valor já inclui a direção hidráulica, opcional, mas uma versão com ar-condicionado custa 15% a mais. Porém, antes da compra, convém dar uma conferida no seguro.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 5,63% 
  • Seguro – R$ 1.677
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir7

2 – Chevrolet Montana 1.4 LS 2014 – R$ 25.000

Acervo/Quatro Rodas

Entre os pontos fortes da Montana estão o acabamento (o melhor do grupo) e a cabine espaçosa. Outro ponto favorável está no fato de que, pelo valor proposto, podem ser encontradas unidades com ar–condicionado e direção hidráulica, que são equipamentos opcionais. O motor é o 1.4 de 102 cv.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 6,78% 
  • Seguro – R$ 1.454
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir7

3 – Fiat Strada 1.4 Working 2013 – R$ 25.000

Acervo/Quatro Rodas

A Strada ficou em terceiro por ser a mais velha da categoria, mas ela compensa com robustez mecânica, economia de combustível, peças baratas e seguro acessível. O valor inclui ar e direção, mas existe muita sobreposição de preços, então pesquise bem.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 7,66% 
  • Seguro – R$ 1.544
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 7
  • Prazer de dirigir7

Picapes leves acima de R$ 25.000

1 – Fiat Toro Freedom 1.8 Flex aut. 2017 – R$ 66.000

Acervo/Quatro Rodas

Usando plataforma do Jeep Renegade, a Toro é um sucesso entre os seminovos. Com câmbio automático de seis marchas e motor 1.8 de 139 cv, ela pode ser comprada já com kits de opcionais, como rack de teto ou rodas de liga leve aro 16. Por isso, pesquise.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 7,3% 
  • Seguro – R$ 2.341
  • Liquidez – 8
  • Custo de manutenção – 7
  • Imagem – 9
  • Prazer de dirigir7

2 – Renault Oroch Dynamique 2.0 aut. 2017 – R$ 60.000

Acervo/Quatro Rodas

Entre as qualidades, há o ótimo espaço interno, a capacidade de carga de 650 kg e a lista de equipamentos de série recheada, que inclui rodas de liga leve e central multimídia com GPS. O que não agrada tanto é o conjunto do motor 2.0 e 148 cv acoplado ao antiquado câmbio automático de quatro marchas.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 2,91% 
  • Seguro – R$ 2.122
  • Liquidez – 7
  • Custo de manutenção – 7
  • Imagem –7
  • Prazer de dirigir 7

3 – Fiat Strada 1.8 Adventure CD 2017 – R$ 59.000

Acervo/Quatro Rodas

Apesar do porte menor do que Toro e Oroch, a Strada também traz a cabine dupla (com a terceira porta), mas oferece suspensão elevada, alta liquidez e manutenção barata. A versão top já vem com ar, direção, rodas de liga, multimídia e faróis auxiliares.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 5,71% 
  • Seguro – R$ 2.191
  • Liquidez –  9
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir 7

Picapes médias até R$ 50.000

1 – Chevrolet S10 2.4 LT 2013 – R$ 43.000

Acervo/Quatro Rodas

Já com novo visual, a 2012 e a 2013 são encontradas pelo mesmo valor. O motor de 147 cv e 24,1 mkgf pode levar 982 kg de carga numa caçamba de 1.570 litros. A versão LT traz faróis de neblina, rodas de liga leve, ABS, alarme, além de ar, direção e trio elétrico.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – n/d
  • Seguro – R$ 2.954
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir 6

2 – Ford Ranger 2.5 XLS Flex 2013 – R$ 47.500

Acervo/Quatro Rodas

Ficou em segundo porque a oferta é menor, o que torna a pesquisa difícil: compre apenas com pacote Top, com airbag, trio elétrico, alarme, controle de velocidade, CD com MP3 e volante multifunção. Na capacidade de carga, vence a S10, com 1.476 kg.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 5,79% 
  • Seguro – R$ 3.075
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 6
  • Prazer de dirigir 7

3 – Chevrolet S10 Colina 4×4 TD Manual 2011 – R$ 45.000

Continua após a publicidade
Acervo/Quatro Rodas

Sua oferta é bem pequena, mas só ela oferece a tração 4×4 nessa faixa de preço. Por isso, verifique cuidadosamente o veículo escolhido antes de comprar, pois não foram poucas que trabalharam pesado ao longo da vida, inclusive em frotas.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 5,93% 
  • Seguro – R$ 3.211
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 6
  • Prazer de dirigir 6

Picapes médias CS acima de R$ 50.000

1 – Chevrolet S10 2.8 LS 4×4 TD CS 2017 – R$ 82.000

Acervo/Quatro Rodas

É a mais nova do grupo e tem a vantagem de ser da linha 2017, já reestilizada e com alteração na direção (virou elétrica), em freios e suspensões e na redução de vibrações e ruídos, em relação à anterior. O motor é um turbodiesel de 200 cv, com 51 mkgf de torque.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 8,61% 
  • Seguro – R$ 3.828
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 7
  • Prazer de dirigir 7

2 – VW Amarok 2.0 S 4×4 TD CS 2015 – R$ 70.000

Acervo/Quatro Rodas

A linha 2015 da Amarok trouxe como principal novidade a incorporação do assistente de partida em rampa, controle de estabilidade e controle automático de descida como itens de série em todas as versões. O motor é um 2.0 turbodiesel de 140 cv e  34,7 mkgf.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 10,77% 
  • Seguro – R$ 3.720
  • Liquidez –  8,5
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 7
  • Prazer de dirigir 8

3 – Ford Ranger 2.5 XLS Flex 2014 – R$ 55.000

Acervo/Quatro Rodas

A picape da Ford acaba sendo a mais antiga desta categoria porque não há versão cabine simples nos modelos mais recentes. Há a opção de partir para uma Ranger a diesel, mas para isso você vai precisar desembolsar R$ 20.000 a mais.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 5,79% 
  • Seguro – R$ 3.135
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 7
  • Prazer de dirigir 8

Picapes médias CD até R$ 80.000

1 – Chevrolet S10 CD 2.5 Advantage 2018 – R$ 79.000

Acervo/Quatro Rodas

Reestilizada nesse ano, ela traz motor 2.5 flex de 206 cv e câmbio manual. Automática e flex, só na linha 2018. A direção elétrica, que reduziu o peso em 35 kg, também faz parte da linha 2017. Por R$ 80.000, dá para levar a LTZ 4×2 automática diesel 2013.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 4,44% 
  • Seguro – R$ 2.518
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 9
  • Prazer de dirigir 7

2 – Ford Ranger 2.5 XLS 4×2 Flex 2017 – R$ 80.000

Acervo/Quatro Rodas

Na linha 2017, ela é reestilizada e a flex perde o tanque da partida a frio, além de ganhar cinco anos de garantia e revisões anuais ou a cada 10.000 km. Com 173 cv, o motor não decepciona. E é a que mais se aproxima de um automóvel em suavidade de rodagem.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 8,0% 
  • Seguro – R$ 2.980
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir 7

3 – Toyota Hilux 3.0 STD/SR TD CD 2013 – R$ 79.000

Acervo/Quatro Rodas

É a mais velha do grupo e ainda é da geração anterior (só seria reestilizada em 2016). Mas tem muita sobreposição de valores, então pesquise bastante. Se a 2013 for muito antiga e não fizer questão do diesel, opte pela SRV 2.7 flex 4×4 2015, pelo mesmo valor.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 7,54% 
  • Seguro – R$ 4.394
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir 8

Picapes médias CD acima de R$ 80.000

1 – Chevrolet S10 LTZ 2.8 TD 4×4 aut. 2018

Acervo/Quatro Rodas

É a mais barata e líder de mercado há anos. Nesta topo de linha, o câmbio automático é de série. Mesmo que não use o 4×4, não leve a 4×2, que não é mais barata e ainda tem procura menor. Cuidado, pois 2017 e 2018 são vendidas pelo mesmo valor.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 8,1% 
  • Seguro – R$ 4.171
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 9
  • Prazer de dirigir 8

2 – Ford Ranger Limited 3.2 TD 4×4 aut. 2017 – R$ 130.000

Acervo/Quatro Rodas

A topo de linha é mais cara e um ano mais velha que a S10. Mas, se precisar economizar, opte por uma 2.2 a diesel na versão XLS, com câmbio manual, por R$ 100.000 – neste caso, verifique bem, pois muitas estão maltratadas, por serem destinadas ao trabalho.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 10,96 % 
  • Seguro – R$ 4.879
  • Liquidez –  8
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 8
  • Prazer de dirigir 8

3 – Toyota Hilux SRX 2.8 TD 4×4 CD aut. 2016 – R$ 135.000

Acervo/Quatro Rodas

É  a mais cara e mais velha do trio, embora já conte com o visual renovado. Não cogite a SR 4×4, que é bem menos equipada e custa só R$ 5.000 a menos. Na prática, as picapes 2016 e 2017 também podem ser encontradas pelo mesmo valor, dependendo da região.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 5,34% 
  • Seguro – R$ 6.435
  • Liquidez –  9
  • Custo de manutenção – 8
  • Imagem – 9
  • Prazer de dirigir 8
Continua após a publicidade
Publicidade