Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Como truque do Fusca ajuda carros da Tesla a carregarem mais rápido

Um dos truques mais famosos entre os proprietários do VW Fusca parece funcionar em carros muito mais evoluídos, com os elétricos da Tesla

Por Lucas Parente
Atualizado em 15 Maio 2024, 17h22 - Publicado em 15 Maio 2024, 17h00

Quem já teve ou tem um VW Fusca sabe que o motor pode simplesmente parar quando a bobina da ignição esquenta muito. E também sabe que isso pode ser facilmente resolvido ao colocar uma toalha molhada ao redor da bobina. Pois essa mesma estratégia pode ajudar os carros da Tesla a carregarem mais rápido.

De acordo com o site InsideEVs, algumas estações de recarga Tesla Supercharger funcionam melhor quando coloca-se um pano úmido em volta do conector de carregamento.

Acontece que tanto os carregadores quanto as baterias dos carros elétricos têm sensores para monitorarem suas respectivas temperaturas em tempo real, e tanto o calor quanto o frio extremo fazem com que a potência da recarga seja reduzida para evitar o desgaste acentuado dos seus componentes. E isso aparenta ser um problema e tanto para certas estações de carregamento da Tesla mais antigas.

tesla-supercharger-50k-1-e1694750714480
(Divulgação/Tesla)

O truque da toalha molhada vem senso usado nos Supercharger de segunda geração. Estas estações ainda utilizam cabos sem arrefecimento líquido, o que os torna mais sensíveis ao calor do que os carregadores de terceira geração. Então os usuários estão envolvendo as tomadas de carregamento para aliviar o calor. Aparentemente, funciona muito bem,

Em campo, o InsideEVs apresentou alguns exemplos de carregamento com e sem os panos molhadas para resfriar os cabos. Em um dos casos, numa estação Supercharger V2, a capacidade de recarga foi de 60 kW para 95 kW, ao colocar a toalha molhada. Outro proprietário de Tesla experimentou o mesmo, e teve um salto de 58 kW para 119 kW na potência de carregamento.

No exterior já existem grandes estacionamentos com diversos carregadores DC e placas para captação de energia solar
(Divulgação/Tesla)

Vale ressaltar que o truque parece não funcionar em estações de carregamento Tesla Supercharger V3, que são mais atualizadas e já possuem sistema de resfriamento dos cabos. Mas vale ressaltar que estas estações de recarga costumam ficar ao ar livre e têm proteção para evitar que a água acesse os conectores, então não há riscos em usar um pano úmido ao redor do conector.

Compartilhe essa matéria via:

Além disso, os veículos também possuem sensores de segurança que monitoram a temperatura durante o carregamento, podendo ser interrompido automaticamente caso tenha algum problema. As tecnologias evoluem, os veículos são completamente diferentes do que os mais antigos, como o Fusca, mas os macetes para consertar ou melhorar o seu desempenho permanecem os mesmos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.