Teste de Produto: monitor de pressão e temperatura TPMS

O TPMS promete monitorar pressão e temperatura dos pneus por meio de um sensor que substitui a tampinha do bico das válvulas

A tela LCD mostra as informações na cabine A tela LCD mostra as informações na cabine

A tela LCD mostra as informações na cabine (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Facilmente encontrados nos carros de luxo, os monitoradores de pneus podem ser úteis para evitar consumo excessivo de combustível, desgaste da banda de rodagem e, principalmente, acidentes.

Com a chegada ao mercado brasileiro do TPMS TP-03E, da Steelmate, agora até os carros populares podem ter o seu próprio monitorador de pneus.

Importado pela Persortec, o kit é composto de quatro sensores que vão rosqueados nos bicos das válvulas (substituindo as tampinhas), além de uma tela de LCD que é instalada na tomada 12V ou acendedor de cigarros do carro. Via wireless, ele fornece informações da calibragem e temperatura de cada pneu, e também emite um aviso sonoro se um deles estiver vazando.

A instalação é simples e intuitiva: basta plugar a tela no acendedor de cigarros e ligar a ignição na posição “ON”. Em seguida é só colocar a coifa de proteção, rosquear a porca antirroubo no sentido horário e cada um dos sensores nos respectivos bicos das válvulas. Para o travamento dos sensores, o kit acompanha uma chave fixa para apertar a porca.

O sensor e a porca de segurança instalados no bico da válvula de um pneu O sensor e a porca de segurança instalados no bico da válvula de um pneu

O sensor e a porca de segurança instalados no bico da válvula de um pneu (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Com o nosso monitorador instalado, partimos para os testes. Quem nos auxiliou foi o especialista Caio Barone, da borracharia Zeca Barone Pneus, há mais de 40 anos no mercado.

Usamos uma Fiat Strada, equipada com rodas de alumínio e pneus 185/65 R15, e aí notamos a primeira dificuldade. Como as rodas eram raiadas (originais do Siena HLX), não havia espaço para apertar os sensores com a chave. Dispensamos a ferramenta e seguimos com o teste, que consistia em calibrar os pneus com 30 PSI e depois esvaziá-los para verificar se o sistema reconhecia a diferença.

Com margem de erro de 2 PSI antes de começar a rodar com o carro (aceitável na opinião do nosso especialista, porque o pneu estava frio), o sistema fez todas as medições em tempo real e com as leituras no visor variando de 28 a 29 PSI e temperaturas de 25 a 27 ºC.

Depois de esvaziarmos o pneu dianteiro do lado direito, o TPMS acusava 26 PSI e temperatura de 31 ºC (devido ao aumento da área da borracha em contato com o solo). Para finalizar, decidimos furá-lo e rodar até esvaziar por completo.

O sistema não só reconheceu a redução na calibragem, mas a partir de 22 PSI, ele começou a emitir um bip sonoro de alertando o motorista. Veredicto: o monitorador indicou corretamente a calibragem e temperatura dos pneus. E por R$ 699, transformou nossa Strada em picape de luxo.

Steelmate TPMS TP-03E

 (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Nota: 7,5

Comentário: prático de ser utilizado, ele informa por meio de um display de LCD plugado na tomada 12 V do carro a calibragem e a temperatura. Mas custa caro.

Preço médio: R$ 699

Compre: persortec.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s