Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Teste de Produto: economizador magnético Powermag

Os ímãs do powermag prometem uma economia de combustível entre 10% e 22%. Mas não chegam nem perto

Por Fernando Garcia Atualizado em 22 abr 2021, 22h57 - Publicado em 13 nov 2014, 16h44

Powermag

O mercado de produtos automotivos destinados a reduzir o consumo de combustível oferece sistemas tão diferentes como geradores de hidrogênio, comprimidos colocados no tanque para “turbinar” a gasolina e caixinhas que potencializam a faísca das velas, entre muitos outros. Este mês resolvemos testar um equipamento que usa o magnetismo para melhorar a eficiência do motor: o Powermag. Segundo o fabricante, a X Power, o economizador magnético reorganiza as moléculas de combustível que passam pela mangueira que vai do tanque ao motor, proporcionando uma queima mais eficiente. Com isso, ele diminuiria o consumo, aumentaria o desempenho e baixaria as emissões de poluentes. Os anúncios nos sites dizem que a melhoria no consumo de combustível varia de 10% a 22%.

Como não conseguimos encontrar uma importadora oficial do Powermag no Brasil, tivemos que comprá-lo no lugar onde ele é mais comercializado, o site Mercado Livre. Pagamos R$ 60 (mais o Sedex de R$ 16), mas era possível encontrá-lo até por R$ 45, anunciado por vendedores menos confiáveis.

O kit traz dois pares de ímãs com revestimento plástico e duas tiras para prendê-los na mangueira de combustível. Já a embalagem dispõe de poucas informações (não há nem o contato do fabricante ou importadora) e tudo em inglês. Mas o site informava que o produto pode ser usado em qualquer tipo de veículo, incluindo os equipados com GNV.

Continua após a publicidade

Após colocar os ímãs na mangueira de um Nissan Sentra 2.0 flex SL, seguimos para a pista de Limeira SP), onde realizamos nossos testes, a fim de avaliar o consumo. Sem o economizador magnético, registramos 9,5 km/l no ciclo urbano e 13,6 km/l no ciclo rodoviário, utilizando etanol. Já com o produto instalado, repetimos a medição e os números praticamente se mantiveram: 9,6 km/l na cidade e 13,5 km/l na estrada. Ou seja: a promessa do Powermag de economia de no mínimo 10% não colou.

Powermag

CUMPRE O QUE PROMETE – NÃO

O Powermag não vem com instruções em português, e o principal: não mostrou nenhuma melhoria no consumo do carro.

ONDE ENCONTRAR

mercadolivre.com.br

PEDE QUE A GENTE TESTA

Você gostaria que testássemos algum produto ou equipamento? Então escreva para 4rodas.abril@abril.com.br

Continua após a publicidade

Publicidade